sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

O totalitarismo politicamente correto face ao genocídio de Giovani

Luís Giovani dos Santos Rodrigues

No “Notícias Viriato”, António Abreu revelou esta noite que o Facebook está a eliminar todos os postes e a suspender as contas de utilizadores que lincam o meu poste antirracista de anteontem, 9-1-2020, “O assassínio de Giovani e os racismos”, sobre, alegadamente, o genocídio à paulada, do jovem cabo-verdiano Luís Giovani dos Santos Rodrigues, estudante do Instituto Politécnico de Bragança, vítima de agressão por um grupo de jovens ciganos, em 20-12-2019. Parece que denunciar o racismo é... racismo!...

Já tinha sido avisado de que a polícia do pensamento andava ativa por aí. Consta que, em Portugal, o Facebook usa para a censura de postes e banimento de utilizadores do trabalho sujo prestado por outros meios de informação - quem serão os meios que se conspurcam na censura?!... Da Porta da Loja, o José denuncia esta censura totalitária no poste “O racismo e a xenofobia recalcados do politicamente correcto”, de 10-1-2020. O Facebook é um meio totalitário que deve ser abandonado por todos os democratas.

Do Portugal Profundo, antirracista de todos os costados e do meu, como tenho repetidamente declarado e no próprio poste (!!!...) , não engulo e vomito o Atestado Marxista de Bom Comportamento, passado pela polícia política do regime corrupto em que vivemos. Sei, sabemos, onde, e como, esteve essa tropa fandanga de agora que dançava mímica quieta à mesa dos banquetes do Estado, esquecida dos valores exceto o do dinheiro, enquanto se amanhava na quinquilharia de tachos e contratos, durante a campanha de impunidade da rede pedófila de controlo do Estado (Casa Pia), do esplendor do socratismo e de todas as lutas cívicas que os patriotas travaram com sacrifício da tranquilidade, da carreira, da casa, da família, da liberdade e da vida, fora o pouco dinheiro e património. Essa tropa está onde sempre esteve: calada e a banquetear-se. Por isso, distribuam o atestado socialista pelos confrades gulosos.


12 comentários:

zazie disse...

Confirmei e está.

Vou ver se também está o seu blogue, independentemente do post

zazie disse...

Confirmei. Pura e simplesmente bloquearam todo e qualquer link para o Portugal Profundo.

Gramava que se soubesse quem o conseguiu.

muja disse...

O que fazem noutros sítios é engajar os SOS Racismos e outras locas de terrorismo social por conta do contribuinte, para o trabalho de bufaria.

Eu mesmo disse...

Já me bloquearam o facebook, só copiei, sabia que o link estava a ser bloqueado, tentei copy&paste, vou aguardar, posso estar a ver mal.

zazie disse...

O que está bloqueado é o link deste blog. Até mensagens muito mais antigas, de 2015, por exemplo, do Insurgente, no Facebook, com ligação ao do Portugal Profundo só se conseguem ler indo à cache.

Não tem nada a ver com copiar o post ou outros conteúdos. Denunciaram este blogue ao Facebook e foi bloqueado todo e qualquer link que dirija para aqui.

Anónimo disse...

Acho muito bem que se apague a merda que escreves. Aproveitar a morte de alguém para espalhar rumores convenientes é de quem não tem puta de vergonha na cara.

Anónimo disse...

Sugestão para denunciar no seu blog:

"O fantástico IKEA de Lisboa censura o Observador: os videos de jaime Nogueira Pinto e Jaime Gama são bloqueados (cf. https://observador.pt/programas/conversas-2/irao-sera-que-podemos-voltar-a-dormir-sossegados/)

Tal como websites como o Blasfémias, Porta da Loja e etc.

Até o banal canal sueco "sanity 4 sweden" está bloqueado.
Fox News idem

Curiosamente nas cadeiais portuguesas do IKEA esqueceram-se de censurar isto... http://doportugalprofundo.blogspot.com/2020/01/o-totalitarismo-politicamente-correto.html

No youtube que passa nesta cadeia de lojas os video sobre Jihad ou violência urbana em Portugal são substituídos por videos para menores com desenhos ou animais.

Por outro tudo o que é extrema esquerda ou antifa ou activismos dos vegan extremistas passa à frente de tudo.

Anónimo disse...

Tal como se espalhou o rumor de foi um grupo de brancos.
Que eu saiba, a comunidade que anda mais em matilha/grupos é a cigana, e é curioso que sempre houve confusão entre ciganos e negros mas isso não conta pois não ?

João Espinho disse...

Sidário com o editor do blog. Estive um mês e meio impedido de usar o Face, por denúncias feitas a reposts do meu blog naquela rede. A polícia dos costumes está activa.

João Espinho disse...

*solidário

JSM SUAVE E NAS TINTAS disse...

Há quem ache que denunciar jornalistas que estão ao serviço deste regime podre e corrupto é denegrir o semelhante. A verdade é que quem defende tal regime só pode ser igualmente podre e corrupto. Há por aí umas manadas que dizem tudo e o seu contrário do dia para a noite. E nem sequer estão habilitados para tal, ou, na pior das hipóteses, fazem-no de má fé. Assim sendo, era natural não passarem da cepa torta, mas não: sao, invariavelmente, os mais bem sucedidos. Como não sou compassivo, trato-os abaixo de cão.
Hã por aí muito boa gente que faz o mesmo que eu, mas quando ouvem ou lêem dito/escrito/ por outrem sofrem um ataque súbito de compaixão. Vá-se lá saber porquê.
Freuda-se.

Ácido Sulfúrico disse...

OLha olha, o impoluto do senhor Albino Caldeira, denúncia o Facebook mas faz o mesmo, apaga os comentários que lhe atiram a sua estória da carochinha para as malvas.

Não não foram ciganos. Não não vale a pena tentar fazer disto um caso de xenófobia contra ciganos, porque não há ciganos nesta história.

Aldrabão!