quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Vem Nossa Senhora das Coisas Impossíveis!




Pego num excerto de Ode de Fernando Pessoa, que sentiu e forjou primeiro (1914), numa pré-angústia da ânsia de infinito, que nos consome, porque desprezamos o Absoluto, porque tememos a entrega, o abandono das coisas e de nós. Esquecemos que somos um sonho dentro de um sonho, num ápice de eternidade, e que de cada vez que desperdiçamos o Amor, nos esganamos nos laços cortantes das ambições perdidas, nas estúpidas pretensões de poder, de dinheiro e de estatuto, na posse em vez da dádiva. Perdemos tempo de vida no orgulho, de mágoa dupla e viciosa, um cancro que corrói a alma de mentira e de egoísmo. Reduzimos a vida às coisas, coisificamos o Outro, capitalizamo-lo como ativo, para o que nos for conveniente, e passivo, para o importúnio das suas necessidades: cerejas ou favas de um bolo que já não partilhamos porque esquecemos o Rei, que é Deus.

Nesta Ode, Pessoa avança da noite para Nossa Senhora, da treva para a Luz. Como nós devemos, fazendo o caminho inverso da alienação de vida que se esvai como pó levantado pelo vento gélido da História, da história de cada um. Então, é preciso o sacrifício para obter a Fé, alcançar a Misericórdia e ganhar a Redenção. Não há recuperação sem cruzarmos o vale de lágrimas em que nos debatemos, surpresos da impiedade divina perante o retorno dos cavaleiros do Apocalipse, como se fosse moralmente possível adorar o bezerro de oiro e, sem arrependimento, redescobrirmos o verdadeiro Amor.

Por isso, e mais, uma oração possível que se abre de uma voz dorida, mal citada:
Vem
Nossa Senhora das Coisas Impossíveis,
Dos sonhos e dos propósitos.
Vem soleníssima,
Soleníssima e cheia
Porque a alma é grande e a vida pequena.
Vem dolorosa,
Mater-Dolorosa das Angústias dos Tímidos,
Turris-Eburnea das Tristezas dos Desprezados.
Mão fresca sobre a testa em febre dos Humildes.
Sabor de água sobre os lábios secos dos Cansados.
Vem e embala-me,
Vem e afaga-me. 


Aos comentadores, aos leitores, às fontes, aos amigos e aos adversários, e suas famílias, entrego os votos de um Santo Natal e de um Ano Bom de 2016. Deus vos abençoe!

21 comentários:

David Costa disse...

Santo Natal para todos.

Anónimo disse...

Desejo um santo e bom Natal para os participantes deste apreciado blog, especialmente ao Sr. Prof.Balbino Caldeira, a quem agradeço o esforço de pesquisa e divulgação. Que Deus lhe dê muita saúde e força para denunciar os agente da corrupção, do ódio,da vigarice, da mentira, da não aceitação de quem pensa de maneira diferente, da falta de coerência.

Floribundus disse...

retribuo os votos
tudo de bom para si

Anónimo disse...

Uma das formas de financiar partidos e políticos.
http://expresso.sapo.pt/economia/2015-12-30-O-diabo-que-nos-impariu

Votos de um bom ano, a todos os "fieis" contribuintes...!

CARRASCO DE CIMA disse...

IGUALMENTE

Anónimo disse...

Desejo ao Prof. Balbino Caldeira um bom Ano 2016 e agradeço o bem que tem feito por Portugal neste blogue.

Anónimo disse...


«Então, é preciso o sacrifício para obter a Fé, alcançar a Misericórdia e ganhar a Redenção. Não há recuperação sem cruzarmos o vale de lágrimas em que nos debatemos, surpresos da impiedade divina perante o retorno dos cavaleiros do Apocalipse, como se fosse moralmente possível adorar o bezerro de oiro e, sem arrependimento, redescobrirmos o verdadeiro Amor.»

Que belo e poderoso parágrafo António, no entanto parece quase uma heresia "farisaica" dentro da atmosfera atual que se vive dentro da Igreja e do Mundo, onde só se fala da misericórdia e se evita falar na justiça de Deus. Uma atmosfera que permite acreditar que é possível alcançar a misericórdia de Deus sem o arrependimento e sem o peso da cruz.

O grande problema, na minha modesta opinião, está na suavidade dos ventos soprados a partir do quadrante romano, suaves mas ao mesmo tempo agoirentos, muito diferentes do que estávamos habituados. Mas a verdade para nós, que falamos português, é que o caminho da cruz é, como sempre foi e será, a história da vitória de Deus, do triunfo dos mártires, dos santos e dos cristãos em geral.

https://www.youtube.com/watch?v=lF56-_4DnLI

É como dizem os alentejanos: "Tu cantas bem mas não me alegras!"...

https://www.youtube.com/watch?v=lcopWNUVHxA

Espero que tenha passado um Santo Natal e desejo-lhe um excelente ano de 2016 para si e para os seus. Abraço

C. de Alcochete

Anónimo disse...

Como não há notícias do Sócrates este blog esvaziou.
Encherá quando houver qualquer coisinha do Sócrates...

Anónimo disse...

http://www.sol.pt/noticia/492802/primo-de-sócrates-desmente-santos-silva

Helder Machado disse...

http://www.vidapratica.pt/n/primo-de-socrates-apanhado-na-rede-da-operacao-marques/

Anónimo disse...

Falando na Universidade de Aveiro, onde hoje foi recebido pelo respetivo reitor, Manuel Assunção, Cândido Ferreira disse não estar a fazer acusações, mas sim perguntas, a que o candidato Sampaio da Nóvoa deve responder para que “não fique a suspeita de qualquer mácula sobre o seu currículo académico”

“Faço perguntas, baseado em rumores que têm vindo a surgir desde há dois meses, que não foram respondidos, e perante as dúvidas que suscita o livro que o próprio candidato assinou”, declarou referindo-se ao autobiográfico de Sampaio da Nóvoa intitulado “Política de Vida”.

Hoje mesmo a candidatura de Cândido Ferreira lançou uma “Nova carta aberta a Sampaio da Nóvoa”, em que o confronta com dúvidas sobre a sua carreira, alegando que o curso “Formação de Professores de Educação pela Arte”, que Nóvoa terá frequentado na Escola Superior de Teatro e Cinema, “não confere licenciatura” e que o certificado obtido “apenas o credenciou enquanto professor primário”.

Pergunta ainda como é que, “aparentemente sem qualquer outra licenciatura, terá conseguido obter as equivalências na Suíça, que lhe permitiram frequentar um curso pós-graduado e ascender na carreira universitária”, sendo que “terá tido acesso à cátedra, sem que a sua tese estivesse reconhecida por qualquer universidade”.


http://candidoferreira2016.pt/candido-ferreira-desafia-novoa-a-esclarecer-percurso-academico/

Anónimo disse...

Aguarda-se ansiosamente os comentários indignados do gado xuxa que por aqui andava a martelar no curso do Relvas.

Anónimo disse...

Finalmente o INIMIGO PÚBLICO Nº 2 bateu a bota!

FALTA O Nº 1!

Anónimo disse...

https://www.arthurprice.com/products-page/cutlery/arthur-price-of-england-fine-english-cutlery/

Qual Icel inox qual carapuça? Se calhar queriam que a malta andasse de Clio, não!?

Anónimo disse...

19 de janeiro de 2016 às 03:12

Estás a referir-te, com certeza, ao "mata-pretos" que finalmente esticou.

Anónimo disse...

Já tinha esticado há muito , aliás ,fez-nos foi esticar a todos...Que lhe tenha sido permitido ( por todo este " povo " ) morrer de velhice, e cumulado de todas as honrarias e depois de ter ocupado os mais altos cargos do Estado que traiu - tal como outros que por aqui ainda andam e ainda vão parar com os fiambres ao Panteão Nacional - diz muito não dele mas de todos nós!!! certamente que em 1640 não teria
tido a mesma sorte...

Anónimo disse...

Que se espera destas gerações de portugueses? Nada!
Até são indiferentes a pedófilos no parlamento e na presidência da AR.
O indiano que mandou erguer a bandeira nacional de pernas para o ar no 19 de Junho, para desfeitear o PR, hoje é PM.
A lista de indignidades é tal, que nem vale a pena enumerar. Têm o que merecem. Vem aí nova bancarrota.

Anónimo disse...

Leia-se 10 de Junho

Anónimo disse...

A comunicação social criticou muito a licenciatura do Miguel Relvas.

Dizem que houve uma exagerada "creditação das competências académicas e profissionais" em cadeiras, equivalências a artigos de jornal e outras coisas estranhas mas, no fim, foi passado um papel a dizer "Licenciado".

O caso do Professor Doutor António Sampaio da Nóvoa é muito mais estranho pois nem sequer existe qualquer papel a dizer que o homem chegou a frequentar com aproveitamento uma licenciatura.

http://economicofinanceiro.blogspot.pt/2016/01/afinal-sampaio-da-novoa-nao-e-licenciado.html

Anónimo disse...

Por isso foi tão visitado em Évora. Tinha muitos contactos.

http://www.cmjornal.xl.pt/exclusivos/detalhe/escutas_do_marques_apanham_84_telemoveis.html

Anónimo disse...

Desgraçadamente tem toda a razão , caro anónimo de 20 Jan ...e desta vez não se diga que não havia no menu algo que fizesse a malta ter uma réstea que fosse de esperança - até havia uma candidatura que se propunha dar seguimento , agora a outro nível institucional , ao combate a esse cancro da nossa sociedade que é a corrupção e o tráfico de influências ! Resultado : a maioria lá tirou o rabiosque da cama para ir votar ? qual quê ! a abstenção ainda conseguiu ser superior à registada a 4 Out !!! Este "país " não vai lá...mesmo...no fundo o que gostamos é de ir mantendo o " status " para poder ir jogando o joguinho de empurrar as culpas sempre para outrem , como se os verdadeiros culpados não fossemos nós ,quanto mais não seja por permissividade e omissão de participação ...