terça-feira, 26 de agosto de 2014

Intranquilidade

Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre
Apollo Global Management Apollo Global Management
Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre Fundo-abutre

10 comentários:

Anónimo disse...

Leiam este artigo publicado no algarvedailynews.com

http://www.algarvedailynews.com/news/3244-tranquilidade-valued-at-700-million-sold-for-50-million

Anónimo disse...

Ricardo Salgado está por detrás da compra. Tarde ou cedo o Grupo assumirá novamente a Tranquilidade.

Anónimo disse...

Prof. caldeira,

Onde estará o Dr. Miguel Frasquilho, Presidente da AICEP, ex-deputado do PSD e Director do BES?

Anónimo disse...

http://www.eugeniorosa.com/Sites/eugeniorosa.com/Documentos/2014/informacao-mg.pdf

Para disfarçar graves erros de gestão e para criar a ilusão de que a sua gestão está a
enfrentar com êxito a grave crise económica, financeira e social que fez disparar o
incumprimentos e baixar drasticamente o crédito, com consequências muito negativas na
estabilidade do sistema financeiro, os banqueiros afirmam, perante um caso de falência de
um grande cliente, ou do provável não reembolso de crédito concedido, como é o caso do
grupo Espirito Santo, que tal não acarretará consequências para o seu banco, porque esse
crédito já estava provisionado. Num entanto, “esquecem-se” de informar os acionistas, os
associados ou clientes, o que significa criar uma provisão ou que é uma imparidade.

Em Panico disse...

Os funcionários e segurados da (in)Tranquilidade que se cuidem....tranquilos é que não podem estar...a propósito quando é que o Costa do B de P-Banco de Putas se demite acompanhado pelo seu alter ego do BCE-Banco Corruptos Extorcionistas,o homem do tacho constante?

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/muitos-portugueses-responsabilizam-o-ps-pela-situacao-a-que-o-pais-chegou_200237.html

"Muitos portugueses responsabilizam o PS pela situação a que o país chegou."

Anónimo disse...

Que saudades temos do Dr. Mário Soares. Estará a apanhar conquilhas no Vau?

Anónimo disse...

Por falarem em mário soares, alguem pode informar onde se pode adqirir o livro do Rui Mateus, Contos Proibidos- Memórias de um PS Desconhecido ? Obrigado.

Anónimo disse...

Ao anónimo de 26 de Agosto de 2014 às 16:25
tb acontecem "vendas ficticias" nas insolvencias, para fazer desaparecer o patrimónimo...

Anónimo disse...

http://www.businessweek.com/news/2014-08-27/espirito-santo-bondholders-question-insurer-tranquilidade-s-sale

Espirito Santo Bondholders Question Tranquilidade’s Sale

Investors holding bonds sold by a company of the Espirito Santo group, the Portuguese family empire whose bank was bailed out, are questioning the attempted sale of an insurance business by the lender that emerged from the collapse.

A group of German and Swiss investors who own a combined 11 million euros ($15 million) of Espirito Santo Financial Portugal’s 70 million-euro bond say Companhia de Seguros Tranquilidade SA was “wrongfully pledged” as collateral to Banco Espirito Santo SA, according to Rainer Manthey, one of the bondholders.

If Novo Banco’s sale of Tranquilidade proceeds, “they will be trying to profit from an illegal act,” Manthey said in an interview from Hamburg.