terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O «acervo Miró» do BPN: os anéis e os dedos



As tentativas, entre as quais da própria Procuradoria-Geral da República (?), de bloquear a venda pelo Estado de quadros do pintor catalão Joan Miró, que o BPN de José Oliveira e Costa tinha comprado, para amortizar o prejuízo gigantesco de cerca de oito mil milhões de euros que a nacionalização do banco provocou, são um absurdo elitista desfazado da penúria do País profundo, aquém do fausto beira-rio dos golden visa. E tiveram êxito, gerando a dúvida nos potenciais compradores e na própria leiloeira Christie's que cancelou a venda. A perda para o Estado português, no curto-médio prazo é objetiva: dificilmente, as peças obterão mesmo número de interessados e os que arriscarem licitar, se o Governo não ceder aos socialistas, fá-lo-ão sempre por valores mais baixos.

Tem razão absoluta Helena Matos ao salientar a duplicidade socialista quanto, em julho de 2005, o I Governo Sócrates, consentiu na venda para o estrangeiro da coleção Champalimaud, que integrava pinturas de Canaletto, Guardi, etc. Veja-se a justificação do Ministério da Cultura, de Isabel Pires de Lima, através do Instituto Português de Museus, no Público, de 6-7-2005:
«A saída da colecção de Portugal foi autorizada pelo Instituto Português de Museus, com a justificação de que a sua exportação não podia ser evitada, uma vez que as peças são estrangeiras e foram compradas há menos de 50 anos.»
Eu prefiro as vedute dos venezianos da coleção Champalimaud, que o Estado deixou alienar. Mas mesmo dessas vistas - às quais já não podemos pôr localmente os olhos em cima, ricos anéis de dedos aflitos -, temos de abdicar em alturas de crise, como fizemos com grande parte das 865 toneladas do ouro que nos deixou o velhote...

38 comentários:

Anónimo disse...

Triste. A Esquerda tem como causas: o casamento gay, a co-adopção gay, a eutanásia e os quadros Miró.

A Esquerda não luta de forma identica, pelos sem-abrigo, pelos que jamais arranjarão trabalho atendendo a que estão há dezenas de meses desempregados ou as crianças abandonadas. Para estes a Esquerda só tem uma solução, que é o Estado tomar conta de tudo, mesmo que o Estado esteja falido, apesar de estar a saquear os que trabalham e descontam.

Agora, os quadros de Miró, ficarão numa qualquer catacumba, atrás de umas prateleiras velhas, até que o Benfeitor Berardo lhes pegue, e os exponha no "seu" Museu!

Sinais continuados de decadencia de um povo.

Anónimo disse...

Também irá para o panteão?

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=683554

O presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, foi hoje transportado para o hospital de S. José, em Lisboa, depois de se ter sentido mal e ter desmaiado num almoço no restaurante da associação.
O «capitão de Abril» saiu do restaurante já consciente e foi transportado numa viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).
Vasco Lourenço participava num dos almoços-debate promovidos pelo blogue do socialista António Colaço, no âmbito das comemorações dos 40 anos do 25 de Abril.

Foge cão,que te mandam para o panteão! disse...

Na Porta da Loja está muito bem explicada a manobra socialista de política rasteira,ajudada pela quadrilha do MP,neste caso dos quadros.
O socialismo corrupto está louco para voltar ao pote.
Vale tudo,agora que não podem carregar nas tintas sobre a "espiral recessiva",com que tentavam enganar o incauto.
Com a colaboração da máfia judicial e da máfia dos jornais,os corruptos não demorarão muito a regressar ao poder e a cavar mais fundo na bancarrota.

Antonio Cristovao disse...

Há cerca de umano que se sabia que se iriam vender os Miró. Até se levantaram vozes a desaconselhar a sua venda tudo ao mesmo tempo porque renderiam mais. Que fizeram os imbecis? certo a burrada propria de mentecapos,informados por papagaios, perdãojornalistas que repetem o que lhes mandam e uns holandinhos que não perdem uma chance de dizer de sua justiça -mesmo que seja o contrario do que fizeram quando andavam entretidos a endividar o país.

Anónimo disse...

Os corruptos regressarem ao poder: será que o anónimo das 17:14 estava a referir-se ao O. Costa; ao Loureiro; ao Arlindo; ao Lima, e não sei mais quantos da laranjada?

Anónimo disse...

Não, anónimo das 17h52, estava-se a referir ao Melancia, ao Vara, ao Sócrates, ao Soares, à Felgueiras, ao Mesquita Machado, ao Narciso Miranda, e a mais uns quantos da rosada!

Anónimo disse...

O Dr. Luís Amado tem querido, em parceria com o Dr. Machete e o Dr. Portas, meter a Guiné Equatorial nos Palop's. Está-se a ver porquê!

São meretrizes finas!

http://economico.sapo.pt/noticias/guine-equatorial-vai-investir-no-banif_186550.html

"No âmbito das referidas iniciativas está prevista a possível tomada de uma participação qualificada no capital social do Banif por empresa da Guiné Equatorial, se possível, no montante remanescente para a conclusão da segunda fase do processo de recapitalização do Banif, destinado a investidores internacionais (de cerca de 133,5 milhões de euros), refere o comunicado do banco, sem mais detalhes.

Anónimo disse...

Mosquitos por cordas!

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=683619

Zita Seabra, editora da Aletheia, que publica o livro “Os Saneamentos Políticos no Diário de Notícias” do historiador Pedro Marques Gomes, disse à Lusa que não cede a “ameaças”, e que o trabalho vai ser lançado na quinta-feira.
“A editora recebeu hoje uma carta registada, com aviso de receção da Global Notícias", com "ameaças, exigindo a retirada do livro". "A posição da editora é muito simples: isto trata-se de um abuso porque nós defendemos a liberdade, a liberdade de imprensa, e não cedemos nem um milímetro”, disse à Lusa Zita Seabra.

Em nenhum momento a Global Notícias se refere ao conteúdo da investigação, mas apenas à capa do livro – uma montagem com reproduções do Diário de Notícias – e que já se encontra nas livrarias com uma cinta a verde oliva, com uma fotografia do escritor José Saramago (diretor adjunto do DN em 1975), com a frase “Como José Saramago saneou e acabou despedido”.
O livro, “Saneamentos Políticos no Diário de Notícias”, entre outros aspetos, identifica José Saramago como o “iniciador” do processo de afastamento de jornalistas no Verão Quente de 1975.
O investigador Pedro Marques Gomes, autor do livro “Os Saneamentos Políticos no Diário de Notícias”, disse à Lusa que José Saramago foi o "iniciador" do processo que levou ao afastamento dos jornalistas do matutino, em 1975.

Anónimo disse...

Já não bastava o TC meter-se na política.
Agora até a de avental se mete...
... mas com aquela cara não vai longe...

marquês de fronteora

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/mario-soares-pede-democracia-a-serio_186660.html

"Os jornalistas estão numa situação muito difícil, eu compreendo isso. Ou dizem o que os patrões querem e os leitores desaparecem ou não dizem porque têm medo dos patrões, mas quem se lixa são os patrões porque não têm suficientemente gente que vote neles", disse.

Num artigo de opinião publicado na terça-feira no Diário de Notícias, Soares afirmara ter percebido que "alguns jornalistas estavam a ser comprados pelo Governo, directa ou indirectamente", especificando que "simplesmente mudaram de ideologia e de sentido para agradar a quem lhes pagava".

Anónimo disse...

O que quer o vendilhão Soares? O Publico é do comparsa Pacheco. O DN é do comparsa Oliveirinha. A TVI fala pela voz do capital. O Balsemão é amigo. Estará o velho vendilhão a pensar reatar os negócios de imprensa com Berlusconi?

Anónimo disse...

O trazer para aqui o saudosismo ao Salazar, a despropósito, mata o argumento.

Zorro disse...

Desconcertantes esses tiques nacionalistas da esquerda! Quando lhes convém, mudam o modo de funcionamento, de cidadãos do mundo global, para acérrimos defensores dos interesses da nação! Será que não percebem a incongruência dessas posições antagónicas e a figura ridícula que fazem?
Vale tudo para chegar ao poder... até mesmo dar tiros no pé, porque o povo foi por eles imbecilizado e não percebe nada! Só quer pão e circo!

Manuel de Castro disse...

Não são as esquerdas nem as direitas (há uma direita por cá? - onde está?) que têm sido relevantes. O que aconteceu foi que um sistema corrupto de interesses se apoderou do país e o meteu no bolso, que vai do CDS ao PS.

Manuel de Castro disse...

errata: que vai do CDS ao PS, no que concerne a testas de ferro no governo e na AR.

Anónimo disse...

"um sistema corrupto de interesses se apoderou do país e o meteu no bolso, que vai do CDS ao PS"

Mas, não se apoderou pela força. Apoderou-se pelo voto, o que diz muito sobre a qualidade do tuga.

Noutros países da Europa, houve correcções no sistema político, depois de a população se aperceber da monstruosidade. Em Portugal, não há correcção, com o argumento de que o "centrão de negócios" tem credibilidade. É a chamada credibilidade do Cavaco e do Soares. A credibilidade do trambique oficializada. Portugal deveria estar na América Latina e não na Europa.

Anónimo disse...

O respeito que a Europa merece....

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=683984

A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou «absolutamente inaceitáveis» as declarações da subsecretária de Estado norte-americana Victoria Nuland sobre a União Europeia (UE) em relação à crise na Ucrânia, disse hoje uma porta-voz.

Nuland, que está em Kiev, afirmou numa conversa telefónica, cuja gravação foi colocada na quinta-feira no YouTube, que a ONU pode ter um papel importante na resolução da crise na Ucrânia e «a UE que se f...». O interlocutor de Nuland não é identificado na conversa, de cerca de quatro minutos, mas é provavelmente o embaixador norte-americano em Kiev, Geoffrey Pyatt.

lidiasantos almeida sousa disse...

11 anonimos 11, o que posso dizer sáão nojentos anónimos Portugueses, Cumprimentos aos identificados que têm muita razão. Estou com eles.

lidiasantos almeida sousa disse...

corrijo são 14 anónimos 14 - O que devemos fazer é um Blog Português

Anónimo disse...

O Dr ABC quando qualquer coisinha atinge o actual Governo ou rapaziada do PSD atira sempre para canto. Veja-se: quando se fala do BPN logo ataca com a nacionalização sem nunca dizer quem votou contra ou a favor, mas nunca fala, forte e feio, quanto aos autores do escandaloso roubo. Agora, no caso das quadros Miró o Dr ABC ataca o PS, e de raspão a PGR, mas nunca se perguntou como saíram os quadros de Portugal. Foram a pé, a nado ou de caminheta? Quem os levou? Muitos têm dúvidas, mas o Dr ABC nunca tem dúvidas nestes casos: a culpa é do PS e, vamos lá, do Sócrates. Nem o CM fazia melhor...

Anónimo disse...

Almeida Santos, o bandalho da Beira!

Será que vai para campa rasa? Ou para o panteão?! Para o panteão maçónico, com certeza. A História, pelo menos, vai ser mais pesada para este lixo, do que a Serra da Estrela.

Do Posto de Comando do CM, em Portugal.

lidiasantos almeida sousa disse...

15 ANÓNIMOS 15

Só conspurcam o Blogue do Magnifico Professor Balbino, merecia outra audiência. Cumprimentos aos Senhores identificados.

Os anónimos não param de me mandar lembretes. Coitados são uns frustados não devem ter tido Pai e Mãe, foram amamentados pela Loba.

Anónimo disse...

Não és amamentado pela loba, bem sabemos. És alimentado pela teta do tuga estúpido. Pode ser que ele acorde...

Anónimo disse...

A Anacleta a ganir! Os socialistas - caviar a disputarem o bolinho.

http://economico.sapo.pt/noticias/ana-gomes-pede-intervencao-contra-entrada-da-guine-equatorial-no-banif_186745.html

Eurodeputada critica Luís Amado e diz que reguladores devem impedir entrada da Guiné Equatorial no Banif.

A eurodeputada socialista Ana Gomes disse hoje à Lusa que o Banco de Portugal e a CMVM devem cumprir "o seu papel" e impedir a entrada de capital da Guiné Equatorial no Banif e que vai pedir a intervenção da Comissão Europeia.

"Este é mais um caso em que tenho de intervir no sentido de pedir a intervenção da Comissão Europeia para não deixar que se concretize uma intervenção num banco que está a ser resgatado com fundos emprestados no quadro do resgate a Portugal - e que vão ser pagos pelos contribuintes portugueses - e ainda por cima quando é um esquema de lavagem de dinheiro de um regime corrupto e criminoso", disse à Lusa a eurodeputada socialista.

Anónimo disse...

Bem prega essa aldrabona da Gomes.Só ladra contra os partidos da oposição,sabendo-se da podridão que tem na sua quadrilha.
O Lídio está preocupado com o número de anónimos.Lamenta não ter uma qualquer STASI à mão para os perseguir e identificar,porque isto de ter opiniões que não casam com a doutrina dos vigaristas do seu partido, é coisa intolerável para qualquer bicha.
Veio cá duas vezes com um pseudónimo e uma como anónimo,este comediante ao serviço dos corruptos.
Anedotas...

Manuel de Castro disse...

Portugal é o mais europeu dos países africanos ou então o mais africano dos países europeus, e disto ainda não conseguimos sair.

Anónimo disse...

Manuel Castro,

Infelizmente, tem toda a razão.

Anónimo disse...

O resultado puro e simples de uma Constituição Maçónica, Assembleia da republica controlada pela Maçonaria, serviços secretos controlados pela Maçonaria,Justiça controlada pela Maçonaria, PJ penetrada pela Maçonaria, RTP nas mãos na Maçonaria assim como os jornais etc.

Anónimo disse...

A dar ouvidos ao sr Castro,estamos no país mais maçónico de África.

lidiasantos almeida sousa disse...

2I COMENTÁRIOS ANÓNIMOS 21

Está quase a bater o seu record da nove era.

Mandaram-me um lembrete para o mail para quê? Comentar os maçons? mas eu não percebo nada disso, sei que eles andam por aqui como andam os OPUS DEI,o Pedro Santana Lopes, agora batidos pelos Budistas.

Tive a honra de conhecer o Senhor Presidente das Three Gorges que é uma simpatia e fala francês maravilhosamente. Convidou-me para ir trabalhar para a China e eu disse-lhe que não, porque o intercâmbio está muito desnivelado.

Disse vamos comprar muito mais, "polque" aqui vendem muito "balato" e as luvas não são das mais calas" de compararmos com as "amelicanas". O que acha de comprarmos na Covilhã? Disse-lhe seria óptimo porque à lá muitas Fábricas ao abandono. pois o Governo daquele Senhor Presidente com quem teve uma conferencia secreta. quando era 1º Ministro mandou desmantelar tudo, mas pode falar com o Gaspar, aquele Senhor que o ajudou a comprar a EDP com muitas rendas a pagar pelo Estado, é nativo de lá. E se for o Senhol Catloga que é meu emplegado? Não sei porque esse só se interessa por receber as reformas e pensões e os milhões que a EDP lhe paga, para mão fazer nada. Estamos a pensar substitui-lo polque ele é muito velo e muito calo. Está bem Senhor CAO QUANG JING, mas veja lá se baixa o preço da Electricidade que o Povo e o comércio já não aguentam mais- Isso não é comigo é com o Senhor Mexia, mas vou vel o que posso fasel. Voltaremos a ver-nos Madame Lidia, Sim Senhol CAO QUANG JING, quando acabar de comprar tudo já eu me devo ter suicidado

Anónimo disse...

Monsieur Almeida Santos das Corporações e da Puta que o Pariu, o Barão de Nafarros só anseia pelo Panteão, ao contrário do Salgueiro. Contudo, o Duque do Campo Grande está preocupado com a perenidade da sua Fundação em frente da Assembleia. Agora que o Passos lhe cortou grande parte dos fundos, e o Costa da Camara não consegue compensar, como vai ele sustentar a manoa toda? É que há muito xuxalista maçon sem lugar, por causa dos liberais do Passos, que decidiram nacionalizar para eles tudo. Até o Flopes ocupou a Santa Casa. É uma vergonha, até o Carvalho da Silva, sem folego, foi hospitalizado, tal a falta de verbas no seu centro de investigação de Coimbra.

Anónimo disse...

os lidios, comentadores avençados, órfãos do socretinismo q vão tomar banho.
não sou anonimo.
antonio josé l. silva

lidiasantos almeida sousa disse...

23 ANÓNIMOS 23 - O RECORD ESTÉ QUASE BATIDO NA ERA MODERNA DO SEU BLOGUE SENHOR EMÉRITO PROFESSOR, POIS NÃO CONHECI O ANTIGO.

"Consideremos a abundante literatura etnográfica que, de há alguns decénios a esta parte. se aplica a descrever as sociedades primitivas, a compreender o seu modo de funcionamento: se aí se alude (raramente) à violência é com o objectivo de mostrar, principalmente, a que ponto essas sociedades se aplicam a controlá-la, a codificá-la, a ritualizá-la, numa palavra a reduzi-la, se não a aboli-la. Evoca-se a violência em especial para mostrar o horror que ela inspira às sociedades primitivas, para se declarar, no fim de contas, que elas são sociedades contra a violência. Não surpreende, por isso, constatar-se. no campo da investigação da etnologia contemporânea, a quase ausência de uma reflexão geral sobre violência na sua forma simultâneamente mais brutal e mais colectiva, mais pura e mais social: A GUERRA."

Quem quiser pode continuar, para fazermos como Eça e Ortigão uma espécie de " O crime da Estrada de Sintra ". Os anónimos analfabetos continuam na sua sede de vingança contra um tal Almeida SANTOS, Mas Senhor Professor, gasta cera com ruins defuntos. Resto de bom Domimgo para o Senhor e comentadores identificados

Anónimo disse...

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3677172&seccao=Europa

Os suíços acabaram de aprovar hoje em referendo a ideia de impor quotas à imigração e à mão-de-obra estrangeira no país. Segundo os primeiros resultados oficiais, citados pela AFP, o "Sim" venceu com 50,3% dos votos expressos.O referendo conseguiu a dupla maioria necessária, quer seja a maioria dos cantões, quer seja a maioria dos eleitores, acrescenta a mesma agência noticiosa.
Os suíços eram chamados hoje a pronunciar-se sobre uma "iniciativa popular" do partido União Democrática do Centro (SVP, na língua origonal - direita populista) para limitar a imigração e que defende o restabelecimento de quotas de mão-de-obra estrangeira no país, que em parte foram suprimidas com os acordos de livre circulação entre a União Europeia (UE) e a Suíça assinado em 2009.

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=2Gy_9VP6ppE

para quem ainda tenha dúvidas...

lidiasantos almeida sousa disse...

27 ANÓNIMOS 27
"A fazerem fé, por conseguinte, no discurso etnológico ou, mais precisamente na inexistência de um tal discurso sobre a guerra primitiva, , o leitor curioso ou o pesquisador em ciências sociais concluirão , com razão, que a violência ( com a ressalva dos pormenores secundários ) não figura no horizonte da vida social dos Selvagens, o ser social primitivo desenvolve-se fora do conflito armado, a guerra não pertence ao funcionamento normal habitual, das Sociedades primitivas. A guerra está pois, excluída do discurso da etnologia, é possível pensar a sociedade primitiva sem se pensar ao mesmo tempo na guerra. A questão reside, evidentemente, em saber se este discurso científico enuncia a verdade sobre o tipo de sociedade que ele visa: deixemos, por instantes, e o ouvir para nos voltarmos para a realidade de que fala"
Novo repto para alguém suficientemente normal, continuar o texto para um intercâmbio tipo O CRIME DA ESTRADA DE SINTRA.
Senhor Professor o Senhor CAO convidou-me para um almoço na Embaixada da China, quando ele vier assinar novas compras, com os corruptos Negociadores do Governo Português a quem ele paga muitas luvas. Depois conto se ele não pedir sigilo.

lidiasantos almeida sousa disse...

27 ANÓNIMOS 27
Falta um que me mandou um lembrete:
"É sabido que foi o descobrimento da América que forneceu ao Ocidente ocasião para o seu primeiro contacto
com aqueles que, daí em diante, iriam ser chamados de Selvagens. Pela primeira vez os Europeus encontravam-se confrontados com um tipo de sociedade radicalmente diferente de todas quantas até então conheciam. tinham de tomar consciência de uma realidade Social que não cabia na sua representação tradicional do seu ser social: Noutros tempos , o mundo dos Selvagens era literalmente ininteligível para o pensamento Europeu"

Oh Senhor Cristóvão porque não colabora comigo e fazemos uma entente cordiale?

Recebi o seu mail. mas infelizmente não consigo encontrá-lo porque sou uma analfabeta tecnológica, Mas Quero responder-lhe. Pode mandar outro?.

Para a semana vou encontrar-me com o Senhor CAO na Embaixada da China. depois conto se puder.

















2

lidiasantos almeida sousa disse...

29 ANÓNIMOS 29 incluindo os 2 que me mandaram lembretes

"Não é aqui lugar para analisar, em detalhe, as razões desta verdadeira impossibilidade epístemológica: elas relacionam-se com a convicção, co-extensiva a toda a história da civilização ocidental, sobre o que é o que deve ser a sociedade humana, convicção expressa desde a aurora grega do pensamento europeu do politico, da polis, na obra fragmentatória de Heráclito."

Cumprimentos para o Senhor António Cristóvão, que pelos vistos não me quer ajudar nesta entente cordiale