segunda-feira, 13 de maio de 2013

Os costados do Costa

As notícias do Sol/Lusa, de 5-5-2013, e do Público/Lusa, de 9-5-2013, sobre uma denúncia anónima relativa a um alegado «favorecimento» da Câmara Municipal de Lisboa «ao Banco Espírito Santo (BES) em detrimento do Santander Totta», numa cessão de créditos no valor de 5,75 milhões de euros, passaram sem grande indignação. Diz o Público que a denúncia alega:
«a autarquia, através da vereadora das Finanças, Maria João Mendes, ter exigido, segundo a denúncia, o visto prévio do Tribunal de Contas apenas no caso de a EPUL assinar o contrato com o Santander. Se o contrato fosse firmado com o BES, a Câmara prescindia desse visto. Ora, segundo uma fonte do Tribunal de Contas ouvida pela Lusa, "as cessões de créditos não estão sujeitas a visto".»
De relevo, o facto de a CM Lisboa ter reagido à notícia pelo vice-presidente, arq.º Manuel Salgado, que detém os pelouros do Urbanismo e Planeamento Estratégico e, dizem as boas línguas, gere a Câmara no dia-a-dia. António Costa escondeu-se...

Um dos factos mais notáveis da promiscuidade do PS, Bloco de Esquerda e PC, com o poder sistémico é o abafamento da informação, útil para os votantes, e que revelei aqui em 23-3-2012, de que o vice-presidente da CM Lisboa, que já tinha trabalhado para o Grupo Espírito Santo (possivelmente, o grupo financeiro mais forte na promoção imobiliária de Lisboa, através da Espart),
«Manuel  Manuel Sande e Castro Salgado é primo direito de Ricardo do Espírito Santo Salgado, que é presidente da comissão executiva do Banco Espírito Santo. Nascidos ambos em 1944, tinham o mesmo avô paterno: António Maria Pinto Cardoso Salgado
Então, o PS costista tão socialista (que chegou a assumir internamente da decisão de avançar, em janeiro de 2013, com uma candidatura a secretário-geral do partido, ficando a Câmara naturalmente para o seu vice...) e o Bloco de Louçã/Catarina/Semedo tão contra «os donos de Portugal» são afinal aliados da família Espírito Santo?... E o PC, sempre tão contra as grandes famílias capitalistas, omitiu esta informação do  povo, que decerto possuía, e até andou a namorar com António Costa sobre uma eventual grande frente de esquerda na capital, ensaio do que Costa e a fação ferrosa pretendem fazer no País?...


Atualização: este poste foi emendado às 13:39 de 17-5-2013 na fonte das notícias sobre a denúncia.


Limitação de responsabilidade (disclaimer): As entidades referidas nas notícias dos média, que comento, não são suspeitas, ou arguidas, do cometimento de qualquer ilegalidade ou irregularidade.

17 comentários:

salgadinhos disse...

Diz-me com quem andas,dir-te-ei quem és....PC,BE,Sócretinos e Ferrugentos são os maiores amigos da corrupção...nem falam nisso et pour cause....

Anónimo disse...

O Ferrugento apareceu ao lado dos Boaventuras num chamado "encontro de alternativas" (alternadeiras). Tão longe que estão os jantares de Paris, quando se estava na boa da OCDE, esse antro do capitalismo e da maçonaria internacional. Estão a pedir chuva, estes da Esquerda Caviar. E da grossa.

padrinho xuxa Soarini disse...

Coitadinho do padrinho Soarini em incontinência geral pelo sofrimento que lhe provocam as constantes "Humilhações" de que sofre o "desprotegido" Portas.Com tanta preocupação já só dorme entubado...vai ser internado na Casa Pia...

Anónimo disse...

Como é que o Soares consegue dizer aos seus afilhados, que criou um PAÍS INVIÁVEL?

O Soares terá pouco tempo de vida, e até chegar ao fim, não se canasrá de dizer que os outros é que mandaram a criança com a água do banho.

Então não é que os descontos para a Caixa Geral de Aposentações só representam 40% das pensões dos Funcionários Públicos. E de onde vêm os outros 60%?

Anónimo disse...

Eles nem percebem quando a bandeira é hasteada de pernas para o ar ...
Há o lugar de vice-presidente na CML?
Parece que foi inventado recentemente.

Anónimo disse...

O socialismo em dificuldade em Paris.

http://www.lemonde.fr/sport/article/2013/05/14/la-droite-accable-manuel-valls-apres-les-heurts-entre-policiers-et-supporteurs-du-psg_3190714_3242.html

Les scènes d'émeutes urbaines qui ont émaillé la célébration du titre de champion de France du PSG, lundi 13 mai, sur le Trocadéro – mouvements de foule, jets de projectiles sur les forces de l'ordre, voiture incendiée, cafés et boutiques vandalisés – ont été diversement interprétées par les responsables politiques.

Les fauteurs de troubles étaient-ils des ultras venus manifester leur colère contre la politique du club, comme l'affirment plusieurs responsables socialistes, des casseurs descendus spécialement pour semer le chaos, comme le pensent de nombreux responsables de droite, ou un subtile et détonnant mélange des deux, comme l'a déclaré Manuel Valls, sous le feu des critiques ?

L'UMP s'est rapidement emparé des incidents de lundi soir, y voyant avant tout un problème d'ordre public et une défaillance du gouvernement. Dans un communiqué, Claude Goasguen, député-maire du 16e arrondissement où se trouve le Trocadéro, réclame la démission du ministre de l'intérieur, Manuel Valls. "Il n'était pas compliqué de prévoir dans l'après-midi que des bandes venaient pour casser", souligne l'élu du 16e, fustigeant "l'incapacité" du ministre et la responsabilité tout aussi "évidente" du préfet de police de Paris.

Mis en cause directement à l'Assemblée nationale, Manuel Valls a répliqué avec une référence aux manifestations contre le mariage homosexuel.

ENCULÉ disse...

VALLS S'EST FAIT ENCULÉ DANS SES VALLÉES...

Anónimo disse...

Os negócios do genro de Cavaco e Bava, com ou sem Granadeiro. Portugal PróFUNDO.

http://economico.sapo.pt/noticias/pavilhao-atlantico-da-lugar-ao-novo-meo-arena_169217.html

Pavilhão Atlântico dá lugar ao novo Meo Arena

O consórcio Arena Atlântida, que comprou a infraestrutura de 5.200 metros quadrados, com capacidade para 20 mil pessoas, estava há vários meses em negociações com a Portugal Telecom (PT), para o patrocínio principal e os ‘naming rights' da sala. Concluída a venda em Abril, após uma investigação aprofundada da Autoridade da Concorrência, o grupo revela quais os planos para esta parceria.

martin cruise disse...

Procuro informações sobre o naufrágio do navio Bolama ocorrido a 4 de Dezembro de 1991. Investigação jornalistica. Ver Blog: naviobolama.blogspot.pt

Anónimo disse...

Não sei. Onde é que foi buscar essa informação? E os descontos para a Segurança Social, cobrem 100% das pensões? Fico à espera dos seus esclarecimentos. E já agora do seu nome, ou prefre o anonimato? Paulo Valente, Porto.

Anónimo disse...

Será um dos afilhados do Soares?

Anónimo disse...

http://www.tvi24.iol.pt/economia---economia/cga-pensoes-administracao-publica/1449539-6377.html

Os proveitos da Caixa Geral de Aposentações (CGA) caíram 7% em 2012 face ao ano anterior, situando nos cerca de 9 mil milhões de euros, de acordo com o Relatório e Contas da instituição, citado pela Lusa.

A quebra foi mais acentuada quando comparada com o ano 2010, chegando a uma redução de 20%.

A redução dos proveitos registada apesar das transferências e subsídios correntes - provenientes sobretudo do Orçamento de Estado como forma de assegurar o equilíbrio financeiro da instituição ¿ terem crescido 0,5%.

Estas transferências e subsídios correntes correspondem a cerca de metade dos proveitos obtidos no ano passado.

De acordo com o documento, uma fatia importante (quase um terço, ou seja, 31,3%) dos proveitos foi obtido através de impostos e taxas, ou seja, basicamente das quotas de subscritores.

Neste campo, o valor obtido em 2012 diminuiu 15,6% face ao ano anterior, devido à redução do número de subscritores da CGA ¿ já que não se efetuam novas desde janeiro de 2006 ¿ e aos cortes nas remunerações dos funcionários públicos.

Como tal, a capacidade de autofinanciamento do sistema diminuiu 3,9% em relação a 2011, com o rácio quotizações/pensões a situar-se nos 40,3%, contra os 44,2% em 2011.

Anónimo disse...

Torna-se urgente reler Mário Sáa, "A invasão dos judeus"… Os Espirito Santo não são judeus?

Anónimo disse...

Pois, está mal, também concordo, mas mais vale ajudar um banco (sanguessuga) nacional do que uma ventosa castelhana.
Poderia também esperar-se que mandassem o Santander fazer uma prece ao Santiago de Compostela, em exemplo do impostor que vive à nossa custa em Belém depois de ter desgraçado o país. Ou será que a cegueira partidária não o deixa ver aí promiscuidade?

O GATUNO disse...

UM IMPOSTOR EM BELÉM.UM LADRÃO NA PARIS CASTILHO RTP.

Anónimo disse...

O de Belém é que desgraçou o país...
Fechou os olhos à vigarice xuxa,para ser reeleito.
A obra é dos Ratos como tu.
Os aspirinas andam a contaminar tudo com a desinformação.
Sentem a viuvez da falta do Vigarista.

Anónimo disse...

O problema é muito mais fundo. O Soares fundou uma República INVIÁVEL. O Cavaco recebeu o testemunho de Sá Carneiro, e foi um ceguinho nas mãos dos Bruxelenses. Depois, os filhos do Soares, o Guterres, o Sampaio e o Vigarista de Paris, despedeaçaram tudo. Cavaco viu e tão ladrão é o que rouba, como o que vê roubar e nada faz. Os portugueses estarão FORNICADOS por décadas. Foram e vão continuar a ser tolos, pois não são capazes da RUPTURA. A ruptura aparecerá, tarde ou cedo, mas quando for, vai trazer muito sangue e desespero. Acreditamos que o Velho Soares ainda seja obrigado á emigração. E até a Manuela Leite que faz do Zé Tuga estúpido, e apaga a miséria que deixou como herança no Ministério da Educação e nas Finanças, será vilipendiada. Ladrões e corruptos foram e são os donos do Estado.