segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Os cordelinhos e o novelo - o caso da admissão de Sócrates na SciencesPo


Sobre o caso SócratesPo(rte), da alegada admissão rocambolesca de José Sócrates na SciencesPo, divulgo a mensagem que enviei aos dirigentes do instituto universitário francês e ainda um comentário deixado a esse respeito neste blogue pelo embaixador Seixas da Costa.

Primeiro, a minha diligência junto da SciencesPo para, como costumo, apurar a verdade. Escrevi aos dirigentes da SciencesPo (richard.descoings@sciences-po.fr,
mariegenevieve.vandesande@sciences-po.fr, cyril.delhay@sciences-po.fr, bernadette.milom@sciences-po.fr  - os mails funcionaram, salvo o de Bernadette Milon), em 10-10-2011, para verificar os factos relativos à alegada entrada polémica do ex-primeiro-ministro como aluno de Filosofia na prestigiada escola parisiense.

«Chers Mesdames e Messieurs

Dans le quotidien Correio da Manhã, de 6-10-2011, (le plus grand quotidien portugais) une chronique, «Correio Indiscreto» (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/socrates-foi-recusado-duas-vezes-em-paris220403830), disait que Mr. José Sócrates, ex-premier ministre du Portugal, a été admis à SciencesPo, à la troisième tentative, et après des efforts faits par Mr. Francisco Seixas da Costa, ambassadeur du Portugal en France. Je transcrit:


«Correio Indiscreto
Sócrates foi recusado duas vezes em Paris
Correio Indiscreto conta-lhe as peripécias de José Sócrates para ser aceite em universidade de Paris
06 Outubro 2011
Por: Paulo Pinto Mascarenhas

A licenciatura domingueira do ex-primeiro-ministro José Sócrates continua a dar que falar. Mas desta vez dá que falar em francês. Rima e é verdade: a entrada de Sócrates no Instituto de Estudos Políticos de Paris, mais conhecido como Sciences Po da Sorbonne, foi por duas vezes recusada. Isto porque o currículo académico em Engenharia não terá sido considerado à altura da instituição francesa, que tem todos os anos 35 mil candidatos para 3500 lugares.
À terceira lá foi aceite nos estudos de Filosofia, mas para isso teve de entrar em acção o diplomata Francisco Seixas da Costa, embaixador de Portugal na capital francesa, que mexeu e remexeu os cordelinhos necessários para permitir a entrada do ex-chefe de governo na universidade.
Seixas da Costa esteve também na cerimónia de atribuição do doutoramento honoris causa ao ex-presidente brasileiro Lula da Silva, de que o Correio indiscreto deu conta aqui na edição da semana passada.»

Mon intérêt est justifiable: Mr. Sócrates est un homme politique portugais, a été premier ministre jusqu'au 20 Juin 2011, et est le plus probable candidat socialiste aux eléctions presidentielles portugaises de 2016. Je suis un blogger portugais et l'auter du livre «Dossiê Sócrates», Lulu Books, 2009 (http://www.lulu.com/content/7672029), avec plus de 23.500 downloads. Dans ce livre j'ai révélé le polémique parcours académique du premier ministre, avec des équivalences problématiques et approbations et diplôme très controversés, un desquels affirmait que Mr. Sócrates a obtenu sa licence d' Ingénierie Civile dans un dimanche (!...), sur une université privé qui a éte fermée aprés le scandale.

L' hebdomadaire Expresso a révélé, em 10-6-2011, que Mr. Sócrates avait dit aller étudier Philosophie à Paris - le premier ministre n'as pas dénié cette nouvelle.

Veuillez vous confirmer:

  1. Mr. José Sócrates a été admis à SciencesPo?
  2. A quel grade et cours de SciensesPo a Mr. Sócrates été admis?
  3. Quand est-ce que Mr. Sócrates a été admis?
  4. Est-ce que la candidature de Mr. Sócrates a été refusée deux fois - ou une fois?
  5. Par que personnes (ses noms) est compris le jury qui a eventuellement refusé et, aprés admis, Mr. Sócrates?
  6. Est-ce que Mr. Seixas da Costa, l'ambassadeur de Portugal à Paris, a parlé, écrit ou contacté, ou quelqu'un de l'ambassade portugaise, avec quelqu'un des profésseurs du jury d'admission de Mr. Sócrates - ou autre personne portugaise, brésilienne ou française, ou d'autre nationalité, a parlé avec des membres du jury sur l'admission de Mr. Sócrates à SciencesPo?
Parce que SciencesPo est le plus prestigieux établissement d'enseignement supérieur français, et son procès d'admission ne peux pas souffrir des doutes, je vous en prie de investiguer intérieurement et d' éclairer cette admission en publiant les conclusions. Votre investigation et réponses détaillées aux six questions sont nécessaires, sous peine du scandale augmenter. SciencesPo doit éviter d' être considerée une autre London School of Economics (http://www.guardian.co.uk/education/2011/mar/03/lse-director-resigns-gaddafi-scandal).
Avec mes remerciements anticipés, je vous prie d’agréer, Mesdames et Messieurs, l’expression de ma considération distinguée.
António Balbino Caldeira»
Continuo a aguardar o esclarecimento da SciencesPo. Que há-de ser prestado. Ontem, domingo, 16-10-2011, à tarde, o Dr. Francisco Seixas da Costa, embaixador de Portugal em Paris, colocou o seguinte comentário neste meu blogue:
«Porque fui informado que o assunto foi aqui referido, apreciaria se pudesse ter a amabilidade de reproduzir a minha carta que o "Correio da Manhã" hoje divulga:
"O “Correio da Manhã” publicou, na passada semana, uma notícia relativa à admissão do Engº José Sócrates no Instituto de Estudos Políticos, na qual se afirmava que o embaixador de Portugal em França “mexeu e remexeu os cordelinhos para permitir a entrada do ex-chefe do governo na universidade”, após uma suposta “terceira recusa” à sua admissão. Isto não corresponde à verdade. Nunca me foi pedida, nem eu levei a cabo, qualquer diligência para facilitar o acesso do Engº José Sócrates ao Instituto de Estudos Políticos, nem nunca chegou ao meu conhecimento que tenha havido qualquer dificuldade na respetiva admissão naquela escola. No que me toca, e sobre este assunto, os factos são muito simples e não admito que sejam contestados. Em inícios de Julho, o antigo Primeiro-Ministro contactou o embaixador de Portugal, porque gostaria de obter uma informação sobre os cursos existentes em Paris, numa determinada área académica que estava a pensar frequentar. Como na altura veio publicado na imprensa portuguesa, foi-lhe proporcionado um contacto com dois professores universitários, que melhor o poderiam elucidar sobre o assunto. A intervenção do embaixador de Portugal neste processo começou e acabou ali. Só no final de Agosto, quando regressei a Paris, é que vim a saber que o Engº José Sócrates havia escolhido aquela escola e que nela fora admitido."»

Comento:
  1. Agradeço o comentário do embaixador Francisco Seixas da Costa, de quem me dão boas referências e, além do mais, descubro agora que estudou na minha alma mater e que também diz, ocasionalmente, Duas ou Três Coisas e Ou Quatro Coisas, em blogues próprios. O texto da carta, que fui ler após a indicação do embaixador sobre a publicação no jornal, apareceu no «Direito de Resposta» no Correio da Manhã, de 16-10-2011, na página 31 e também foi publicado no seu blogue Ou Quatro Coisas «Carta ao Director do Correio da Manhã».
  2. Dizia o meu professor embaixador Henrique Martins de Carvalho, nas aulas ao cair pesado da tarde no piso zero do palácio Burnay do velho ISCSP,  que a diplomacia devia ser «nuancée», tal como a perdiz «faisandée». Escreveu Francisco Seixas da Costa sobre a crónica do jornalista Paulo Pinto de Mascarenhas no CM, de 6-10-2011:
    «O “Correio da Manhã” publicou, na passada semana, uma notícia relativa à admissão do Engº José Sócrates no Instituto de Estudos Políticos, na qual se afirmava que o embaixador de Portugal em França “mexeu e remexeu os cordelinhos para permitir a entrada do ex-chefe do governo na universidade”, após uma suposta “terceira recusa” à sua admissão. Isto não corresponde à verdade.»
    Era melhor dividir as orações para que a prece fosse ouvida sem confusão. A «suposta "terceira recusa"» está a mais naquele período e no desmentido parcial... Desmente que «mexeu e remexeu os cordelinhos necessários para permitir a entrada do ex-chefe de governo na universidade», afirmando que «(N)unca me foi pedida, nem eu levei a cabo, qualquer diligência para facilitar o acesso do Engº José Sócrates ao Instituto de Estudos Políticos». Relativamente à «terceira recusa», o que o jornalista disse foi que a entrada de José Sócrates «foi por duas vezes recusada» e que «à terceira lá foi aceite». Além disso, se «nunca chegou» ao seu «conhecimento que tenha havido qualquer dificuldade na respetiva admissão [de José Sócrates] naquela escola» não quer dizer que isso não tenha acontecido. Mesmo que Sócrates e o embaixador tivessem conversado sobre o assunto, nomeadamente, no doutoramento honoris causa de Lula da Silva na SciencesPo, em 27-9-2011, a que ambos terão assistido. Aliás, com tão fraco currículo académico, e na área da Engenharia e da Gestão, incompreensível seria que a admissão de Sócrates na exclusiva SciencesPo fosse fácil. Além disso, apesar de Seixas da Costa, como secretário de Estado dos Assuntos Europeus, ter sido, entre 1995 e 2001, colega de Governo de José Sócrates no XIII e XIV Governos Constitucionais, de António Guterres, não creio que seja porta-voz dele. Muito menos da SciencesPo.
  3. Em Julho de 2011, o «antigo primeiro-ministro» já não tinha cargo oficial no Estado. José Sócrates não devia ter usado o embaixador de Portugal em França (sic) para «obter uma informação sobre os cursos existentes em Paris, numa determinada área académica que estava a pensar frequentar». O Estado já não era ele, nem dele - e não é ao embaixador (!) que um cidadão recorre, na era da Internet, para obter uma informação sobre cursos univeristários em Paris. Se no poder, os meios do Estado, um papel de carta, os serviços do gabinete, não devem ser usados em proveito próprio, porque a lei não o consente - e tem nome para isso...-, já fora do poder também não deve socorrer-se dos meios do Estado para solucionar problemas com meios não acessíveis ao cidadão comum (um embaixador a providenciar «informação sobre os cursos existentes em Paris»!).
  4. E afinal a Sócrates, pelo embaixador de Portugal em França, «foi-lhe proporcionado um contacto com dois professores universitários, que melhor o poderiam elucidar sobre o assunto» (realce meu). Quem são e que relação têm com a SciencesPo? O embaixador escusa-se a dizer.
  5. Mas acredito que o embaixador Seixas da Costa tenha dado explicações cabais, detalhadas e precisas, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre a sua «intervenção»  na deferência oficial de um pedido de informação sobre acesso fácil de um cidadão português a uma escola selectiva. Muito mais detalhadas e precisas do que a justificação genérica que deu ao jornal e neste blogue.
  6. A intervenção do embaixador Seixas da Costa neste assunto nem sequer deveria ter acontecido. Não é agradável para o ocaso da sua carreira, nem útil para o Estado português, que dispensava esta celeuma. O que eu gostaria de ter lido do embaixador não era o desmentido parcial sobre a dimensão dos cordéis, mas: «o cidadão José Sócrates nada me pediu e eu nada lhe fiz; é mentira que Sócrates me tenha contactado a mim, embaixador de Portugal em França, envolvendo-me em mais um novelo particular, e que eu tenha tido qualquer intervenção nesse pedido absurdo - Portugal não é a Líbia de Kadhafy».
  7. E Sócrates surge ainda pior no seu retrato parisiense de «Príncipe da Grã-Ventura».

As informações são díspares. Falta a informação da SciencesPo para esclarecer o assunto das alegadas duas recusas de admissão de José Sócrates, e da alegada admissão à terceira, num curso secreto, num processo ainda nebuloso. E falta ainda a explicação pública detalhada do embaixador.


Actualização: este poste foi emendado e actualizado às 18:30 e 20:57 de 17-10-2011 e 9:04 de 18-10-2011.


* Imagem picada
daqui.

123 comentários:

Anónimo disse...

Estou convencido que mesmo morto o Sócrates ainda lhe dará motivo para se meter na sua vida particular. O Dr deve ter uma grande inveja do homem, pois nunca vi tamanha sanha.
Fale mas é das mentiras do Passos. O que está a fazer aos funcionários públicos.Fale de coisas que interessam ao ao Zé Povinho.

Anónimo disse...

Por aqui, luta-se por causas. E sobretudo, pela causa principal, a sobrevivência de Portugal como país livre e Independente.

Sócrates deixou Portugal dependente de uma Tróika. Sócrates fez Portugal ajoelhar-se perante os credores e prestamistas internacionais. Sócrates gozou e vilipendiou todos os portugueses de bem, durante os seis anos de mandato. Sócrates deixou um Portugal sem chama ou alma, incapaz de se recompor nas próximas décadas.

Sócrates fugiu. Ainda bem que o fez. Utiliza o seu exílio dourado, sabe Deus às expensas de quem. Como é que alguém que nunca foi mais do que funcionário público (da Camara da Covilhã, Secretário de Estado e Ministro) consegue ter proveitos para se auto-sustentar numa das mais caras cidades do mundo? Pois, talvez um dia venha a ser publicado num qualquer acórdão judicial, as origens de tais proveitos.

Portugal está esventrado. Não só por culpa exclusiva de Sócrates, mas sobretudo por cula de Sócrates. Este Portugal esventrado justifica e justificará todas as tentativas de escrutínio da vida de alguém, que deixou ossadas para muitas décadas.

A luta continua.
A vitória é certa.

Anónimo disse...

Ó Dr ABC, acha que se o PSD não tivesse chumbado o PEC IV, com o argumento de este prever o aumento, inaceitável - na boca do Passos - de impostos, estaríamos nesta posição?
Não acha Dr ABC que era fácil fazer baixar o défice fazendo estes cortes radicais nas gorduras existentes nos bolsos do povo?
Bem sabemos que este governo já tirou as gorduras das gravatas e das viagens em económica (risos...)mas tirou os ossos dos pequeninos.
Seria bestial que o Dr ABC, em nome da verdade que sempre brotou da sua boca, investigasse essa coisinha dos números do défice até ao segundo trimestre deste ano e que justificaram estes cortes colossais nas "gorduras" do povo. Onde falhou o défice?
Essa coisinha do curso do Sócrates em Paris é pequenina demais para ser importante. Apenas a equipa da sanha, para desviar as atenções, lhes dá alguma atenção.
Vamos a assuntos importantes.
Vamos basculhar assuntos importantes...

Anónimo disse...

Vamos sim, a assuntos importantes, como seja o julgamento em Tribunal Criminal, do "Engenheiro". Pode não ser neste Regime, pode até ser noutro Regime, mas vai-se discutir. Garantidamente. Ele trouxe-nos até aqui, com as fantasmagóricas tiradas de optimismo, e cheias de comissões colocadas em portos seguros.

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/rui-rio-espera-que-portugal-nao-venha-a-ter-regime-musculado_129183.html

O presidente da Câmara do Porto defendeu hoje "reformas profundas ao nível do regime" como forma de o "salvar".

Para Rui Rio "o regime político que em Portugal nasceu em 25 de Abril de 1974 tem mostrado notória incapacidade para resolver os problemas principais da sociedade, inclusive os que o próprio regime cria".

"Temos de urgentemente olhar para o regime e, como não conheço outro, espero bem que não se chegue a um ponto de tudo virar demais e termos um regime musculado (...), temos de fazer reformas profundas para o salvar, aquilo que ele tem de essencial e os seus valores, que hoje estão em causa", disse.

O autarca do Porto já em Março tinha defendido reformas profundas do actual regime, afirmando que sem elas "o regime irá à falência de uma forma que ninguém consegue adivinhar".

Também em Abril Rio afirmou que "o actual regime político precisa de uma grande ruptura aos mais diversos níveis, sob pena de sucumbir".

Anónimo disse...

Mas será que apenas o Sócrates deve ser julgado?
Será que os problemas do nosso país se ficam a dever, apenas, ao Sócrates?
Que visão tão limitada das razões dos nossos problemas tem a equipa da sanha.
A equipa da sanha que se entretenha com o curso que o Sócrates está a tirar em Paris e deixem o Passos atacar forte e feio as gorduras dos pobres portugueses que quando derem por ela estão também sem gorduras.
Julgar só o Sócrates? Cadê os outros?

Anónimo disse...

http://www.forexcrunch.com/when-promises-meets-reality-the-euro-falls/

The plan?

The plan reportedly included leveraging the EFSF to have between 2 to 3 trillion euros, using around €200 for the banks and the rest to safeguard sovereigns after Greece would be allowed a haircut of 50%.

Such a haircut would make its debt sustainable but would require safeguarding against the next default (Portugal?) and the banks.

Anónimo disse...

"Cadê os outros?"

Os outros estão ainda na bancada socialista ou como o Jorge Coelho,em empresas "amigas".
Não devemos esquecê-los,tem razão o anónimo das 15H24.

Anónimo disse...

Por exemplo, quem deu autorização para que o Comendador Joe tenha obtido da Caixa o empréstimo de quase 1.000 milhões de euros, que serviram para comprar acções do BCP?

Quanto valem essas acções hoje? 150 milhões? Quem é o Responsável pela perda de 850 milhões? O Comendador Joe não deverá pagar um centimo.....

Pergunte lá ao Camarada Vara, ele deve ter uma resposta para este negócio!

Quer mais? Vá ficando por aí, no serviço de acompanhamento.

Ljer disse...

Portugal quase sempre tem vindo a ser governado por individuos duvidos e o Socrates é sem duvida um desses individuos

Mani Pulite disse...

SÓCRATES PARA A CADEIA,JÁ!!!

Anónimo disse...

Ontem era tarde!!!

Anónimo disse...

O Senhor Embaixador enganou-se na data, o "sr inginhieiroº" falou com ele 3 dias antes de sair do desgoverno, não foi?!...
;))

Napoleão

Anónimo disse...

E o sr Ingenheiro pode corroborar.
Ele nunca mente,como se sabe.

Gepeto disse...

Claro!

Anónimo disse...

Um homem sério e competente como o Embaixador Seixas da Costa terá sido armadilhado por dois dos mais velhos e malandros pulhíticos portugueses, o Poulet de Massada e o Portes Falsas?

Anónimo disse...

São todos competentes e sérios.
Coitados,são sempre armadilhados.
Até um diplomata daquele calibre é um pobre ingénuo.
Eu próprio sou o Capuchinho Vermelho...

Anónimo disse...

Não vai para cadeia, coisa nenhuma, o tipo tem todos agarrados, porque o bloco central funciona e a informação recolhida por Sócrates através das secretas serve-lhe de passaporte para não ser tocado, chama-se informação priveligiada, o termo certo é chantagem ou extorsão.
Os procuradores não se mexem, os juízes não se mexem e os deputados igual, vivem em estufas de vidro.
Ora...
Nem a PIDE fazia disto, o problema de muitos é acreditarem na democracia directa ou indirecta isso não existe, porque isto é África com luz e a mais cara do mundo com um tipo à frente da dita empresa monopolista que manda no ministro das finanças uma marionete, habituado a ser marionete, formado na católica claro, onde deveria ser?

José Ferrão disse...

Enquanto o ex-primeiro ministro tiver um cêntimo dos contribuintes para gastar, não há-de ter o direito à "vida privada" com o dinheiro... do outro.

Seja COM, ou SEM a ajuda do seu assanhado.

Anónimo disse...

Estes bastardos da trampa, usam e abusam da velha "máxima": -Não atires, que eu também Não -

As cumplicidades são mais que muitas!...

Anónimo disse...

Antes de "isto" acabar o Falsificador de Diplomas não há-de conseguir sair à rua em Paris sem ser reconhecido e apupado...depois será extraditado para Portugal.Vai para a Venezuela ,malandro!Nem aí estarás a salvo.

Anónimo disse...

Aliás, a Natureza parece que retirou o pai e o irmão da face do planeta. A Natureza por vezes engana-se. Por vezes, acerta.

Anónimo disse...

Longe de mim defender alguém como José Sócrates, que foi mais um dos tantos que ajudaram a enterrar este país, mas o comentário das 10h30 é de uma baixeza atroz.

Anónimo disse...

Em face do número de suicídios,famílias arruinadas e futuros destruídos,acho o comentário das 10H30 muito suave.
Noutros países onde há menos homens castrados,alguém já tinha corrigido o erro da natureza.
E a propósito,sócrates não foi um dos tantos,foi mesmo o maior do coveiros da nação.
As próximas gerações terão muito tempo para o perceber.

Ljer disse...

Socrates nao vai para a cadeia porque este governo de Passos Coelho nao legisla para o poderem prender. Este governo de Passos Coelho legisla somente para tirar direitos adquidos do funcionalismo publico

Anónimo disse...

Sim,podia pagar a divida com direitos adquiridos.Estou certo que os credores não se imcomodavam.

Quem me parece que tirou direitos adquiridos foi quem nos levou à bancarrota...ou não?!

Com tanto matraquear das hordas de comunistas e socialistas,ainda vou acreditar que foi este governo que em quatro meses destruiu a magnífica obra do PS e de Sócrates.
Ahaha!

lawrence disse...

Se O Passos fôr um gajo de "coisos" no sítio e se a coisa começar a aquecer demais, entregue a pasta!
Eleições, e os xuxas que ganhem!
Eu até não me importo!
Estou fora do país!
Pode ser que o desgraçado povinho aprenda de uma vez e não queira socialistas nos próximos 100 anos!
Quem os lê e ouve conclui que realmente a vergonha é bem escasso em Portugal!

Ferreira, Luís Manuel Silva disse...

Peço desculpa, mas estes senhores pararam no tempo, Sócrates já passou, agora deveria era estar preso pelo que fez. Agora temos lá uns senhores que estão e irão dar cabo do resto, mas sobre isso não falam aqui, porque são da vossa área política, deveríamos ser ise isentos e olhar com olhos de ver e não cegamente para as coisas.
Talvez quando os senhores estiverem desempregados e passar fome, vejam quão impiedosa, insensível, má e perigosa é estangente que está agora no governo português.

Anónimo disse...

Sr Luis Manuel. Nesta cada do Prof Cadeira há lugar a toda a verdade. Eu proprio sou do PSD e nao acredito neste governo. Por isso muito aqui tenho alertado e me é permito expor o que penso acerca de um determindado ministro "artista muito artista na trafulhice" deste governo que nao é pessoa séria e o professeor Caldeira nao me bloqueia os comentarios.
Por isso penso que o Sr pode comentar o que quiser e eu tambem.

aalberto disse...

Pois é....querer que uns remendem em 3 meses o que ououtros esburacaram em anos, não será pedir um pouco de mais????
vamos ser intelectualmente sérios...

Anónimo disse...

Sócrates já passou...e está agora a chegar a factura!
Não se deve falar mais dele,porque não convém aos apoiantes do delinquente.
Ahaha!
Sr Luis,o caro quer já começar a bombardear este governo? Com base em quê? No facto de estar a tentar remendar o que os seus ídolos fizeram?
Tenha calma. Sobre o governo Sócrates,dizia-se todos os dias nas tv's que ao cabo de três anos de desgovernação,era cedo para avaliar a sua acção.
Vamos pois,seguir as sábias palavras dos socialistas que assim falavam.
Para já,as críticas que me merecem estes governantes,é pelo facto dos criminosos que nos levaram à ruína e miséria andarem a pavonear-se pela AR e por Paris,impunes.
Este governo não quer fazer justiça nem confiscar os vigaristas.Esse é um sinal inequívoco de que não está à altura dos seus deveres nem da pátria.

Anónimo disse...

"O ministro das Finanças Vítor Gaspar reagiu ao final da tarde de hoje à manchete do DN, segundo a qual as pensões vitalícias dos ex-políticos são poupadas aos cortes, ao anunciar que o Governo vai propor duas medidas."

http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2066397

Navega à vista, por que não tem Carta de Patrão de Mar.

O pau de cabinda tem ação (?) rápida e fugaz.

Napoleão

Anónimo disse...

Obrigado Professor

Este é um trabalho que deveria ser feito por jornalistas os quais infelizmente são uns avençados do poder socialista, uns botas de elástico cobardes e amedrontados pelos saneamentos do inenarrável Sr. Freeport.

Este é um verdadeiro serviço público e de interesse público pelo qual só tenho que o felicitar.

Anónimo disse...

Na continuação da forma que estava habituado o "inginheiro" sócrates moveu as influências para chegar onde por mérito nunca lá chegaria, esperemos agora que a SciencesPo tenha grande diversidade de professores/avaliadores e o diploma não "saia" a um domingo. Apesar de que neste mundo de embalagem o conteúdo não conta para nada, o que conta é a imagem, até para a SciencesPo.

Luís Bonifácio disse...

Caro António

Francisco Seixas da Costa é desde há cerca de duas semanas membro do conselho superior do Albergue Socialista-maçónico chamado Fundação Guimarães 2012.

Ele há cada coincidência........

Anónimo disse...

Ehehehe!
Cada tiro,cada melro!

Se o prof. continuar a investigar...Timbeeer!

Anónimo disse...

Em que pé estará este assunto?
Morrerá no esquecimento?

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/383-milhoes-em-offshores-215912803

friv jogos disse...

:d cada melro.

Anónimo disse...

A memória é curta. Mas, há os que têm memória de elefante. Não nos vamos esquecer do que alardeava o "Engenheiro". A arrogância. A mentira compulsiva. A fantasia com finalidades criminosas. O fausto do poder que ostentava.

A maioria esquece-se. Nós cá estaremos para os relembrar. Uma vez que a dita "Justiça" não é eficaz, e não é por causa dos Juízes, mas por força das Leis feitas propositadamente para limpar a corja dirigente (veja-se o caso do Isaltino), teremos que utilizar a nossa Justiça, mostrando todos os dias por onde anda o "Engenheiro", que se dá ao luxo de pedir licença sem vencimento da função pública, quando há centenas de milhar de portugueses que anseiam por um posto de trabalho, para se ir degustar para Paris, para realizar um curso de filosofia.

Há por ali junto ao cemitério do Alto de São João, uma tasca de nome "à volta cá te espero".

Nós estaremos sempre à espera do "Engenheiro" que afundou de vez com uma nação chamada Portugal.

Anónimo disse...

É injusto reter subsídios só na Função Pública, diz Cavaco.

Anónimo disse...

O país a discutir e em pânico devido ao orçamento deste Governo de direita mais radical e o Dr Caldeira preocupado com o curso, legitimo, que o Sócrates está tirar em França.
Enquanto houver Sócrates o Dr ABC não vê mais nada, mesmo que o país esteja a arder a seus pés, tal é a sanha.
Olhe Dr às verdades do Cavaco.
O Governo está a tentar baixar o défice através de impostos cegos e não no corte das gorduras do Estado tal como prometeu até à exaustão. É que, segundo diz o Cavaco e eu concordo em absoluto, o corte, injusto, dos subsídios dos funcionários do Estado e pensionistas é um imposto encapotado. Não acha Dr ABC?

Anónimo disse...

Uma pergunta que não se devia fazer: o Dr ABC vai aderir à greve geral de 24 de Novembro?

Ljer disse...

Cavaco Silva hoje com a fava na boca lá deu um jeito de graça, dizendo que os portugueses estao a ficar muito sacrificados.
Eu pessoalmente penso que estes gajos a falar é tudo farinha do mesmo saco.

Anónimo disse...

O Prof. Cavaco é também um dos multiplos culpados pelo FIM de Portugal.

Tal como o que está em Paris, mas não escapará, Cavaco, ficará por cá, mas não escapará.

Portugal acabou como Estado livre e independente. Portugal é um enorme peditório. Todos pedem, do Carvalho da Silva, ao Belmiro, do Freitas do Amaral, ao Júdice, do Seguro, ao Louçã.

Todos são CULPADOS, pois são e foram eles que ocuparam o poder. Poder que os portugueses lhe deram. Por isso, os portugueses sabiam o que fizeram, entregaram o país a um bando de Incompetentes.

Agora, depois da perda da Independência, tarde ou cedo, lá virão os julgamentos, na praç pública. O Regime está na ponta final. Estamos em 23 de Abril de 1974.

Quem virá depois, não sabemos. Mas, muitos irão fazer companhia ao "Engenheiro" filósofo, no Quartier Latin.

Portugal, Rest In Peace.

Ljer disse...

Portugal tem andado mesmo entregue a um bando de incompetente à já 37 anos. E estes que agora por lá andam no governo nao sao melhores nem piores que os anteriores. Iguaizinhos.............

Anónimo disse...

Igaizinhos!
Porquê?
Porque sim!
Os anteriores levaram o país à bancarrota.estes em quatro meses já passaram a iguaizinhos.
Estão a preparar o terreno para o regresso do partido coveiro.
Depois digam que não merecem...

Anónimo disse...

A laranjada já não se entende. A cavacada dá nisto:

António Capucho considera que, nas condições anunciadas, a retenção de subsídio de férias e Natal é "discriminatória".

"Espero que a maioria parlamentar possa adoptar uma nova modalidade que substitua a proposta discriminatória constante do orçamento por uma solução equitativa, sem prejuízo de proporcionar o mesmo impacto nas contas públicas", escreveu o antigo presidente da autarquia de Cascais no Facebook.

Capucho considera assim que a proposta inscrita no Orçamento para reter, até 2013, os subsídios de férias e Natal aos funcionários públicos e pensionistas é injusta, alinhando com as críticas feitas hoje pelo Presidente da República. Numa declaração que promete marcar a agenda política, Cavaco Silva falou em violação do princípio de equidade fiscal e defendeu que, no caso dos pensionistas, a austeridade terá ido longe demais.

António Capucho, antigo conselheiro de Estado, não especifica, contudo, de que forma deve ser alterada a proposta do Governo para, no final, se conseguir cumprir os objectivos da ‘troika'. Segundo vários economistas só há duas hipóteses: despedir na função pública e/ou estender, pela via fiscal, a retenção dos subsídios ao sector privado.

http://economico.sapo.pt/noticias/capucho-espera-que-psd-altere-proposta-para-reter-subsidios_129451.html

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/rui-machete-cortes-sao-constitucionais_129452.html

Rui Machete disse ao Económico que "não se pode considerar inconstitucional a solução adoptada" para reter os subsídios.

"Não acho que se possa considerar inconstitucional a solução adoptada pelo Governo, embora esta não seja a única solução possível. Há outras composições da conjugação dos princípios que podem igualmente ser adoptadas", defende Rui Machete.

Em reacção às declarações proferidas esta manhã por Cavaco Silva, que na sua intervenção na abertura do congresso dos economistas, contestou a eliminação dos subsídios de férias e de Natal para funcionários públicos e pensionistas, classificando-o como uma "violação de um princípio de equidade fiscal", o constitucionalista defende que "há outras composições da conjugação dos princípios que podem igualmente ser adoptadas".

No entanto, Rui Machete defende que não há margem para considerar inconstitucional o corte de subsídios. "O Senhor Presidente da Republica parece partir do pressuposto de que os princípios constitucionais, como o da equidade fiscal, têm natureza de regras jurídicas, isto é, permitem quando devam ser aplicados que se conclua pelo sim ou pelo não, ou há equidade fiscal, ou não há equidade fiscal. Mas não é assim", argumenta o constitucionalista.

Anónimo disse...

Esta gente não percebe que já não manda nada. Os Trókos que têm o pilim é que mandam.

Anónimo disse...

Agência de notação DBRS corta rating a Portugal.

Toma que já almoçaste!

É só cortar, é só cortar, não?!...

http://economia.publico.pt/Noticia/agencia-de-notacao-dbrs-corta-rating-de-portugal--1517318

É economia, estúpido!

Anónimo disse...

Só um doido subia a notação de um país onde a gatunagem fica impune e onde,ao primeiro sinal de saneamento das contas do Estado,os partidos da oposição e as televisões controladas se lançam numa campanha surreal,transmitindo a ideia de que o dinheiro cai das árvores.
Ehehehe!
Esta maralha só pára quando já não se pagarem os ordenados.
Aí,pode ser que lhes tratem do bestunto.

Anónimo disse...

Sócrates faz jus ao nome que carrega.

Um filósofo sempre à procura constante da Verdade.

Anónimo disse...

Das duas uma. Ou "o animal feroz" aprende a falar francês melhor que o Soares e lá vai fazendo umas cadeiras ou então compra o curso. Nada admira: a Mulher do génio dos cárpatos chegou a ser agraciada na Academia de Ciência de Nova Iorque e tinha pouco mais que a 4ª classe.

Ljer disse...

O governo de Passos Coelho nao cumpre o dever patriotico de legislar de forma a chamar ao banco dos réus os coveiros da bancarrota portuguesa

Anónimo disse...

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2069777



Um homem sem medo.....


Carlos Sousa

Anónimo disse...

Marques Mendes mostra coragem. Ao contrário do Mestre Cavaco, que só cria confusão.

Anónimo disse...

Eu propunha uma mobilização geral a pedir explicações à SciencesProS
ocrates, vamos sobrecarregar-lhes os e-mails até o amigo obter uma resposta, até porque a resposta do embaixador é demasiado comprometida.É tempo de fazer ver a esse inginheiro domingueiro que "jeitos" não suplantam o rigor e a exigência.

Anónimo disse...

E o Cavaco disse: este governo é injusto. Este governo quer baixar o défice não através de cortes nas DESPESAS das gorduras do Estado mas sim com o AUMENTO encapotado de impostos via "roubo" do subsídio de férias e décimo terceiro mês dos funcionários públicos e pensionistas. Essa treta fiada de baixar o défice com o corte forte nas despesas do estado é uma falácia que o Passos nos vendeu para ganhar as eleições. Só aumento de impostos e mais aumentos é o que este governo sabe fazer. Mas o PSD não teve pejo em chumbar o PEC IV exactamente por este conter aumento de impostos. Vejam lá esta coerência!...
Nunca pensei dar razão ao Cavaco (o grande promotor do montro). Obrigado Cavaco por dar motivo e carradas de força para que a luta dos trabalhadores seja forte e firme.

Anónimo disse...

Olha os rotos dos amigos do "Engenheiro" falsário a defenderem o Homem do Leme.

Baixar a Despesa do Estado é baixar as despesas em Pensões e nos subsídios dos funcionários públicos. Passos Coelho prometeu e é isso que está a fazer.

Baixar na despesa do estado, é cortar nos salários e nas pensões, que estão desajustadas daquilo que o Estado pode pagar.

Porque é que os funcionários públicos ganham mais do que no privado, e NUNCA podem ser despedidos? No privado podem ser despedidos a qualquer altura.

Anónimo disse...

Além do mais, Portugal está agora a pagar os juros astronómicos da dívida contraída pelo Liquidatário de Portugal, que estuda filosofia em Paris, e a quem foi concedida licença sem vencimento de um organismo público, ainda que existam milhares de portugueses que queiram esse lugar.

Esses juros têm que ser pagos, pois senão, não há gasolina nas bombas, ou leite no supermercado. O Liquidatário super-endividou-se, e agora os pensionistas e funcionários públicos têm que auferir menos rendimentos.

É a vida, como dizia o Tonecas.

Anónimo disse...

A rataria deu cabo do canastro dos portugueses.
Só obras megalónomas,estradas e autoestradas paralelas,parcerias engilosas,falcatruas,milhões em offshócrates,mentiras,etc.
Quando eram chamados à realidade,escoiceavam e ofendiam tudo e todos.
Quando Ferreira Leite avisava que não havia dinheiro e caminhávamos para o descalabro das contas públicas,o Falsário troçava e os esbirros que aqui comentam,chamavam-lhe " a velha" e gozavam.
Agora,a factura da governação socialista está a chegar.
O que nos está a ser exigido para corrigir os crimes socialistas ainda nem é nada,esperem pelos próximos anos...
Quando as prestações das SCUTS começarem a entrar e se começar a amortizar dívida é que vai ser o bonito.
Mas,aí já a população vai estar anestesiada pelos média e as baterias vão estar apontadas a este governo.
É assim o socialismo,atira a pedra e esconde a mão.

Anónimo disse...

Correm rumores de que um dos maiores financiadores do partido socialista foi morto.
A ser verdade,espero que Soares,Guterres,Sócrates e seus capangas apresentem as suas condolências à famiglia.

Anónimo disse...

Mais uma herança do sr Sócrates e da canalha socialista que o rodeava:

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=2069668

Anónimo disse...

parece que sim Sr anonimo das 14h47. Pelo o que diz o Correio da manha o amigalhaço de Socrates foi para o galheiro.
Só os portugueses nao têm coragem de limpar 1/2 destes amigalhaços portugueses de Kadafi

Anónimo disse...

Ou se corta nos subsídios ou faltam os medicamentos.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=537573

Apifarma: Farmacêuticas podem deixar de fornecer hospitais


As dívidas dos hospitais à indústria farmcêutica são superiores a 1.200 milhões de euros e há empresas que podem deixar de conseguir fornecer medicamentos a algumas unidades.

Anónimo disse...

Está a partir um voo especial da Air France, de Paris para Sirte. Nesse võo, vai o representante especial da Cova da Beira, apresentar as condolências às amazonas do Coronel. As amazona choram que nem umas Madalenas, pois falta-lhes o Coronel.

Anónimo disse...

Tenho ouvido imensos debates na tv e curiosamente (ou não!) ninguém menciona o nome do Delinquente.
Todos falam como se a crise tivesse caído do céu.
Ehehe!
A máfia televisiva continua.

Anónimo disse...

Mas, há muita gente que trabalha diáriamente para aniquilar o Delinquente. Acompanhá-lo. Marcá-lo. Não deixar que estrebuche, sequer. Tem que se marginalizar o Delinquente, para que não volte à delinquência. Será sempre como um tinhoso. Quem se junta a ele, será também tinhoso. Não é precisa a ajuda do Balsemão ou da TV do Estado. Nós chegamos. A situação catastrófica da nação vai dar a ajuda final. A nação está morta e em espiral de abismo incontrolável, como diz Ferreira Leite. Ele não sai mais de Paris, a degustar com os fartos offshocrates.

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/ha-politicos-a-receber-mais-que-um-salario-minimo-por-semana-na-rtp_129534.html

O Governo decidiu acabar com as avenças e já o disse ao Conselho de Administração da televisão pública.

São 49 as figuras públicas que recebem entre 200 e 600 euros por semana da RTP e da RDP para comentarem. A lista é extensa e inclui diversos nomes como Marinho Pinto, Carvalho da Silva, António Mendonça, Carlos Magno, Paulo Rangel, Bagão Félix, Miguel Frasquilho, Miguel Portas, Ana Gomes ou Luis Filipe Menezes.

A lista dos comentadores pagos é divulgada hoje pelo Correio da Manhã, depois de o ministro dos Assuntos Parlamentares ter mandado cortar as avenças na televisão e na rádio do Estado.

Em declarações ao CM, Miguel Relvas garante que "o Governo já deu indicações concretas ao Conselho de Administração da RTP e da RDP para eliminar de imediato as avenças aos titulares de cargos públicos, sejam deputados, juízes, parceiros sociais ou gestores de empresas públicas".

Relvas diz que "terá de haver uma profunda alteração na política de avenças da RTP e da RDP que "não podem ficar à margem do esforço financeiro que está a ser exigido a todos os portugueses neste momento de emergência nacional".

Assim, o painel de comentadores de luxo da RTP e da RDP verá a sua avença reduzida a zeros, conforme ordem do ministro Miguel Relvas

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/em-2007-estavamos-longe-de-imaginar-o-que-nos-esperava_129578.html

Teixeira dos Santos disse hoje temer que os problemas europeus evoluam para uma "grave crise política" na União Europeia.

O antigo ministro das Finanças afirmou, na sessão de abertura do ano lectivo da Faculdade de Economia do Porto, que "a crise do euro poderá vir a ser, mais uma vez, uma crise económica e, eventualmente, uma grave crise política da União Europeia".

Teixeira dos Santos declarou ainda que "no Verão de 2007 estávamos longe de imaginar o que nos esperava".

Sobre Portugal, o antigo ministro de José Sócrates sublinha que o País "não pode falhar no cumprimento do seu programa de ajustamento" e "temos de estar conscientes de que o ajustamento a efectuar é grande e exige sacrifícios incontornáveis e inadiáveis".

Anónimo disse...

Agora decidiu-se a falar verdade?
Ainda acaba na ponta de uma baioneta.

Anónimo disse...

Consta que os bravos que liquidaram a ratazana Khadafi nos esgotos de Sirte vão ser enviados como heróis para SciencesPo estudarem filosofia e desratizarem a Escola dos filusufus que por lá se passeiam.

Anónimo disse...

Dizem que o fim do mundo será à 1h da manhã do próximo sábado.

O fim do mundo não me assusta.
O que me assusta é o fim do mês.


Napoleão

Anónimo disse...

Depois do Cavaco veio a Manela Leite dizer muito mal do orçamento.
Mais uma razão forte para que os trabalhadores lutem sem tréguas.
E o Dr ABC vai aderir à greve geral?

Anónimo disse...

Pois é, mas o Catroga, o Van Zeller e o Pires de Lima vieram dizer que o Cavaco é tonto. Depois do alzheimer do Soares, só cá faltava o Cavaco.

Anónimo disse...

Então se os socialistas sempre disseram as últimas de Cavaco e de Ferreira Leite,a quem chamavam "a velha",porque lhes dão tanto crédito agora?

Depois de levar o país à bancarrota,transformando um país de navegadores num país de pedintes,o sucialismo bem podia meter a língua pelo cu acima!

Anónimo disse...

Então se os socialistas sempre disseram as últimas de Cavaco e de Ferreira Leite,a quem chamavam "a velha",porque lhes dão tanto crédito agora?

Depois de levar o país à bancarrota,transformando um país de navegadores num país de pedintes,o sucialismo bem podia meter a língua pelo cu acima!

Anónimo disse...

Porque não coloca isto no mural da SciencesPo do Facebook?

https://www.facebook.com/sciencespo?ref=ts&sk=wall

Anónimo disse...

Um pais de navegadores? estes gajos devem andar a fumar ganza marada...
isto foi sempre um país de tretas, desde os tempos da monarquia, em que aquilo era só descendentes de casamentos consaguinios e depois foi o que se viu..., até ao "botas" que era mais burro que um trolha (sem ofensa aos trolhas), passando pelos vários governos democráticos...
Isto está-nos no sangue e para comprovar o que disse basta ler o blogue...

Anónimo disse...

O "Botas" tinha mais inteligência nas botas que alguns comentadeiros,que só dizem disparates.
A ignorância da História dá azo a muita asneira.

Anónimo disse...

Para o anónimo das 11:26:
No caso vertente (Sócrates)se tivesse dito de uma baixeza atrás, em vez de atroz, tinha sido mais correcto...

Anónimo disse...

Numa fase em que as tv's estão a abarrotar de comentadores ligados ao governo coveiro do criminoso Sócrates,eis uma opinião de alguém que tendo estado inicialmente,se recusou a permanecer na "Barca do Inferno" e saltou a tempo.
Hoje tem moral para falar:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=513949

citizen disse...

Et voilá le dignitaire:

30/09/2011
"President of Sciences Po Richard Descoings hailed Lula for his contribution to Brazil’s social and economic development before an audience of students, teachers and dignitaries such as the former Portuguese Prime Minister José Socrates."

http://www.sciencespo.fr/en/content/7895/former-brazilian-president-luiz-inacio-lula-da-silva-awarded-honorary-doctorate-science

voltamos ao mesmo, António.

Anónimo disse...

Ehehe!
Não há volta a dar.
O tipo é mesmo um mestre da vigarice.

Anónimo disse...

O país está a ser destruído pela pior cambada que alguma vez cá se viu. Cada governo é pior que o precedente. Ainda há quem seja incapaz de fazer contas. Não admira, sabes que quase todos chumbam em matemática. Mesmo assim, acreditam que foi o Sócrates quem arruinou o país. Ele apenas não fez nada de útil para mudar as desgraças que o cavaco implantou. Parecem esquecer como aquela quadrilha enriqueceu TODA da noite para o dia. Vejam o link do fim para o expresso. Elucidativo. Venham dizer que os corruptos e ladrões são todos de um só partido. Serão cegos ou estúpidos? Com essa mentalidade têm aquilo que querem e nem se compreende que se queixem. Elegem-nos e votam no traste que destruiu a pesca, a agricultura e indústria e tudo o que produzia algumas coisas. Que outras consequências esperavam os saloios? Continuem a dizer que foi s Sócrates e cada vez estará pior. Agora têm um ainda mais mentiroso que ele e ainda mais criminoso, condenado em tribunal criminal (link ao fim). Digam que é mentira ou que os juízes se enganaram. O país vai em breve chegar ao fundo. Muitos terão que roubar por uma côdea de pão e outros se irão suicidar e continuam a falar no Sócrates. Será por masoquismo que nem vêem o precipício que a coelhada está a preparar? Que continua a espoliar os pobres e nada tira aos ricos? Verdadeiros fascistas armados a fingirem interessar-se pela democracia directa que não sustentam. É uma vergonha que este governo tenha ladrões e vigaristas corruptos como o Macedo, Branquinho ou o imbecil do Relvas, mas disso não falam os fanáticos que vão de cabeça abaixo e querem arrastas os outros com eles. Desapareçam, miseráveis, que estão a atrofiar o país impedindo a mudança que falsamente dizem querer. Só eles é que acreditam nisso. Não falta muito que muitos dos que aqui berram vão passar fome e aplaudir os que lhes vão dar essa alegria. Masoquistas.

Quanto ao post em si, não é de crer que a Sorbonne se digne dar uma resposta a tal género de interpelação. Se der será a sacudir o pó dos sapatos.

http://aeiou.expresso.pt/veja-os-rendimentos-de-15-politicos-portugueses-antes-e-depois-de-passarem-pelo-governo-grafico-animado=f680329

http://verdadeirolapisazul.blogspot.com/

Anónimo disse...

Completamente!
Cavaco arruinou o país.
Se não foi ele...foi Salazar,ou Marquês de Pombal,ou D.João II,ou D.Manuel I...ou o próprio D,Afonso Henriques!

Três vindas do FMI,todas causadas pelos governos socialistas.
Doesn't it ring a bell???

Um lobo aproximou-se de um cordeiro que se dessedentava num ribeiro:
L: -Estás-me a sujar a água e portanto,vou-te comer!
C: -Sr lobo,eu estou a beber a juzante da sua posição.
L: -Bom,se não foi agora,foi há seis meses.
C: -Sr lobo,há seis meses eu ainda não era nascido...sou um cordeiro.
L: -Se não foste tu,foi o teu pai!.

E assim,o lobo comeu o cordeiro.

Assim estamos com as desculpas esfarrapadas dos criminosos socialistas.
Procuram a todo o transe desresponsabilizarem-se pelo que fizeram.
Para azar deles,a hecatombe que causaram ainda os vai colocar atrás das grades.
Ou a fúria popular,numa posição ainda mais dramática.

Anónimo disse...

Mais aventuras dos coveiros de Portugal,

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/buraco-de-15-mil-milhoes-012809500

Anónimo disse...

Os crimes são muitos.
Enquanto as tv's vão entoando as canções comuno-socialistas,falando do Jardim,Isaltino,Duarte Lima,e do sexo dos anjos,as escandaleiras crescem como cogumelos.
Faço uma pequena ideia do que estará nas escutas a Socrates,que o PGR socialista e a sra Cândida do PS estão a esconder a meias com o manhoso Noronha do PS.

http://www.tvi24.iol.pt/aa---videos---economia/estradas-inri-moreno-agencia-financeira-concessoes/1291627-5797.html

Anónimo disse...

Sr. Engº do bacalhau, do grão e do feijão, tem muitíssima razão, este governo é calaceiro e e não quer trabalhar. mas, pior do que calaceiro, é retirar todas as possibilidades ao povo português de levar, mais tarde, o mentiroso à justiça, porque depois de ser aplicado este orçamento, o povo jamais se lembrará do grande culpado, figura desvanecida nas memórias da fome, do desemprego, do caos económico.

Este governo não é o governo do PPD/PSD -- ponto final, parágrafo.

Napoleão

Anónimo disse...

Sr. Engº do bacalhau, do grão e do feijão, tem muitíssima razão, este governo é calaceiro e e não quer trabalhar. mas, pior do que calaceiro, é retirar todas as possibilidades ao povo português de levar, mais tarde, o mentiroso à justiça, porque depois de ser aplicado este orçamento, o povo jamais se lembrará do grande culpado, figura desvanecida nas memórias da fome, do desemprego, do caos económico.

Este governo não é o governo do PPD/PSD -- ponto final, parágrafo.

Napoleão

Anónimo disse...

O botas inteligente? era um calhau com dois olhinhos ...
O único jeito que ele tinha era andar em cima das gajas...mas isso é mania de todos os ditadores...vejam lá o Mao , o Enver e outras bestas parecidas...

Anónimo disse...

É pá! O mexia é o campeão! O pai devia de ser adivinho! Lá sabia que o rapaz ia ser um virtuoso (virtuoso, usa-se a palavra para músicos extremamente ágeis a mexer os dedos) a meter a mão na "massa!"

Anónimo disse...

"Nós estamos num estado comparável apenas à Grécia: a mesma pobreza, a mesma indignidade política, a mesma trapalhada económica, a mesmo baixeza de carácter, a mesma decadência de espírito. Nos livros estrangeiros, nas revistas quando se fala num país caótico e que pela sua decadência progressiva, poderá vir a ser riscado do mapa da Europa, citam-se em paralelo, a Grécia e Portugal"

EÇA DE QUEIROZ in As Farpas-1872

Anónimo disse...

Oh Lápis Azul,

Então no Link do Espesso não estão lá estes Senhores:

- Vitorino: digno maçon socialista.
- Capachinho Gomes: digno maçon socialista.
- Castro Guerra: digno maçon socialista.
- Coelhone: digno maçon socialista.
- O RENzinho penedo: digno maçon socialista.
- O marido da Enfermeira do Tonecas, apelidado de Cardeal: digno socialista.
- O Comendador Vara de Vinhais: ex-administrador das acções do Comendador Joe na Caixa, e maçon dos 4 costados.
- O secretário de Estado dos bombeiros ascenso: socialista cretinóide-socretino.
-Parreirãozinho: bucha do estica Coelhone.
- O Filipezinho Baptista: caniche do Filósofo.

10 exemplares maçons socialistas que estão gordos que nem os grunhos!

Anónimo disse...

Aliás, o Sócrates ainda é melhor, nunca foi mais do que um funcionário público, na Covilhã e no governo, mas é rico.

O único caso em Portugal de alguém que enriquece a trabalhar na Função Pública.

Grande "Engenheiro". Agora, até está a descansar em Paris, com LICENÇA SEM VENCIMENTO, quando há 700 mil portugueses que querem 1 posto de trabalho.

Anónimo disse...

Sócrates será o próximo Secretário Geral da NATO.

Fontes fidedignas.

Anónimo disse...

Bonjour,

Je vous approuve totalement dans votre article et dans la recherche de la vérité.
Vous écrivez bien le français, pourtant, ne le prenez pas mal, je vous en prie, il faudrait peut-être que vous vous fassiez aider quand vous écrivez "officiellement" à des personnes en français.
Je vais vous mettre en italique quelques petites corrections qui auraient été nécessaires.

Vous écrivez :

Veuillez vous confirmer:(assim significa confirma-se, por favor !), un impératif ne prend pas de pronom personnel...

Il aurait fallu écrire :

Veuillez confirmer si
ou
Voulez-vous confirmer ce qui suit :

Mr. José Sócrates a été admis à SciencesPo?
Mr. José Sócrates a-il été admis en SciencesPo?

A quel grade et cours de SciensesPo a Mr. Sócrates été admis?
A quel niveau et cours de SciencesPo Mr Socrates a-t-il été admis ?

Quand est-ce que Mr. Sócrates a été admis?

Pas incorrect mais ce serait plus joliment écrit ainsi : A quel date... ou quand Mr Socrates a-t-il...?

Est-ce que la candidature de Mr. Sócrates a été refusée deux fois - ou une fois?

De même : La candidature a-t-elle...

Cette dernière phrase n'est pas très compréhensible : moi, j'en déduit ce que vous voulez dire car je connais le portugais :

Par que personnes (ses noms) est compris le jury qui a eventuellement refusé et, aprés admis, Mr. Sócrates?

Il aurait fallu dire :
Quels sont les membres du jury (quelles personnes, leurs noms(faute typiquement portugaise...) qui ont éventuellement accepté ou refusé la candidature...


etc, etc, etc...


Ne m'en veuillez pas, c'est une critique constructive que je vous fait car certaines phrases ne sont pas faciles à comprendre pour ceux qui ne connaissent pas le portugais et il peut y avoir une mauvaise interprétation.

Une puriste...

P.S. Je ne suis pas correctrice mais je suis assez observatrice et j'ai même souvent retrouvé des erreurs - chamadas gralhas - dans des livres d'auteurs comme José Rodrigo dos Santos. Je serai à noveau attentive quand je lirai son nouveau livre...

P.P.S. Não ficarei aborrecida se não publicar o meu comentário porque o meu propósito não é uma polémica. Deixo esta escolha ao seu critério.

Anónimo disse...

ter se á finado? se for o caso paz á sua alma

Manuel disse...

Tanto anónimo... Será cobardia?

Anónimo disse...

Penso que não.
Decerto são comentários de pessoas simples que não pretendem receber direitos de autor ou que entendem que colocar foto (sabe-se lá de quem) e dizer bacoradas,dá um ar saloio.

Manuel disse...

Bem me parecia. Os anónimos são mesmo uns idiotas.

Anónimo disse...

O conteúdo dos seus dois comentários classifica-o de per si.
Mas,se tiver algo a dizer,além dessa inanidades,não se iniba.

Anónimo disse...

O anonimato é cobardia quando é utilizado para criticar ou usar palavras impróprias mas há quem pode dar a sua opinião sem querer ter uma resposta em troca ou que prefere manter-se nos bastidores.
O autor do blog escolheu aceitar os comentários anónimos. Eu, por acaso também sempre os aceitei e é muito raro eliminar um comentário no meu blog. Só elimino os SPAMS.
Hoje, passei por acaso neste blog e não espero resposta.
A liberdade é bela quando é utilizada com respeito e tolerância.
"A minha liberdade acaba quando comece a dos outros".

Anónimo disse...

Aqui vai mais um comentário sem nome fictício nem foto tirada na feira da Golegã.
Muito se fala nas PPP's e os xuxas bem que se esforçam por tentar passar a mensagem de que são todos iguais,nesta fase em que ninguém ignora que nos levaram à bancarrota.
Os números não mentem.

http://portugaldospequeninos.blogspot.com/2011/10/pare-escute-olhe.html

Anónimo disse...

http://aeiou.expresso.pt/veja-os-rendimentos-de-15-politicos-portugueses-antes-e-depois-de-passarem-pelo-governo-grafico-animado=f680329

e o rasteiro ? não consta da lista ? sim o rasteiro que "dá" para o turco...
não consta da lista ?
cade seu expresso ? o antes e o depois do rasteiro ????
o rasteiro vai acabar como o kadafi ..

Anónimo disse...

Não consta,não sr.
Os documentos originais que comprovam os mais de 330 milhões em contas em offshores estão na gaveta do socialista Pinto Monteiro.
De lá não saiem.Ordens de Paris!
Nesta fase é proibido mencionar o nome do dito cujo.
Nem nas tv's nem nos jornais é permitido fazer referências ao anterior governo,às suas responsabilidades e aos membros desse gang.
Foi tudo passado à borracha em dois ou três meses.

Anónimo disse...

Por mero acaso, os políticos são eleitos por 8 milhões (incluindo muitos mortos que fazem parte das listagens eleitorais) de anónimos.

Aliás, todas as guerras são ganhas por anónimos.

Anónimo disse...

Os suíços não querem nada com os Socialistas. Porque será que são um dos melhores países do mundo?

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=538117

Numa eleição que apenas serviu para actualizar a correlação de forças do peculiar Governo helvético de coligação alargada, a direita anti-imigração do SVP venceu com 25% dos votos, abaixo dos esperados 30%, perdendo sete lugares no conselho nacional.
Esta é a primeira vez que o SVP vê o seu resultado piorar nos últimos 20 anos. O resultado surge como uma surpresa, uma vez que a poucos dias do escrutínio as sondagens apontavam para um melhor resultado que o registado em 2007, captando 29,3 por cento das intenções de voto, não conseguindo alcançar a meta histórica de 30 por cento.

Segundo as projecções da televisão suíça, os partidos de centro direita ganharam terreno nestas eleições, em especial os Verdes Liberais e o Partido Burguês Democrático. Por sua vez, o partido socialista não ganhou um único lugar e o Partido Liberal Radical perdeu mesmo quatro lugares.

Anónimo disse...

Posso estar a cometer alguma injustiça, mas parece-me que o Dr ABC deve ter entrado em "coma" ao ver o Orçamento de Estado (OE), de tão terrível ele é.
Ou então ficou sem palavras ao ouvir o Dr Cavaco cilindrar esse orçamento.
Nunca pensei dar razão ao Dr Cavaco. Ele veio dar força e legitimidade para a luta. Ele deu motivos, mais que suficientes, para o PS, que se preparava para se abster, votar contra este inqualificável e divisionista OE.
Faz bem o Dr ABC estar calado... é que se falasse teria de dizer cobras e lagartos do OE e criticar a sua gente.
Continue mas é a investigar o curso do Sócrates em Paris porque mantém a malta entretida com esse assunto de extrema importância para o cidadão comum. Esse povo alimenta-se desses casos espectaculares...

Anónimo disse...

O Prof. Balbino Caldeira não se vai abaixo. Aliás, nem quando os esbirros do "Engenheiro" lhe devassaram a vida, ele se foi abaixo. A dignididade e a verticalidade não se move por ventos. A luta é dura. Nunca aqui se falou de tempos fáceis. Há muito funcionário público que deveria ser despedido, pois não acrescentam nada. Veja-se a Camara de Barcelos, que tem 800 funcionários públicos, e quer continuar a pagar o 13º e o 14º mês, mesmo contra a ordem geral! 800 funcionários públicos numa Camara de uma cidadezeca, a fazer o quê? A mexer papeis. A conversar. A fumar cigarros. A beber cafézinhos.

Aqui, a luta vai continuar, contra todos os interesses que querem acabar com Portugal. Por exemplo, nos Ratos há quem queira entregar à UE o governo financeiro de Portugal, ou seja querem entregar a soberania da nação.

Independencia ou morte.

Anónimo disse...

A rataria foca-se muito nos sacrifícios impostos pelo OE.
Se o aldrabão Seguro deve ou não aprovar.
Eu interrogo-me,porque será o orçamento tão exigente.
Quem deixou o país na bancarrota,na maior miséria que há memória?
E não consigo responder.
Tenho visto todos os telejornais e lido todos os jornais.Em nenhum deles é apontada a causa de tanta pobreza e endividamento.
Seria o vento,seria a chuva...?

Anónimo disse...

Quem é que deixou o país na bancarrota?

Claro que foi o PS e o PSD!

Qual é a dúvida?

Não me digam que foi o Vasco Gonçalves ou o Kaulza de Arriaga?

Anónimo disse...

O Gen. Vasco Gonçalves deixou o país na bancarrota em 1976. Em 1977 estava cá o FMInha.

O instrumento de ajoelhamento perante o capital internacional chama-se José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, actual Técnico da Camara da Covilhã, em regime de licença sem vencimento, a estudar filosofia em Paris.

Ele entregou Portugal e a sua soberania aos credores internacionais, e ultra-endividou Portugal durante os 6 anos de desgoverno.

Anónimo disse...

Nesses tempos de domínio do partido comunista,o vinho do Porto tornou-se a bebida mais barata da Rússia.
Porque seria?!
Imagine-se que essa canalha tem tomado o poder,como pretendiam...

Anónimo disse...

Mais uma pérola do sr Seguro e do partido aldrabão.
Ricardo Rodrigues,conhecido como ladrão de cassetes e Farfalhudo,indicado para o CEJ.

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2011/10/24/sindicato-critica-nomeacao-de-ricardo-rodrigues-para-o-centro-estudos-judiciarios

Anónimo disse...

Currículo vitae do bípede:

http://www.youtube.com/watch?v=_3sv2ZRE-Sk

http://alertaconstante.blogspot.com/2009/12/ricardo-rodrigues-vice-presidente-da.html


http://aventar.eu/2009/11/16/ricardo-rodrigues-um-deputado-com-pergaminhos/

Anónimo disse...

Reune claramente todos os requesitos para fazer uma carreira de sucesso na política ou no topo do aparelho judicial.
Não me surpreenderia que ainda o vejamos futuramente no cargo do sr Pinto Monteiro.

Anónimo disse...

Esta gente não atina!

Então, oi gente, é esta rapaziada que está no governo, que vai salvar Portugal?

Fiem na Virgem e não corram!

Anónimo disse...

Salvar Portugal?
Não.Portugal não precisa de ser salvo.
Nós,portugueses contemporâneos é que precisamos.
Portugal está por cá há mil anos e vai ficar.
Este governo não vai salvar ninguém.está a tentar cumprir compromissos que levem a restabelecer a confiança e a safar a bancarrota socialista.
Mas para lançar a nossa economia e criar prosperidade,não será este governo nem o próximo.
Vão passar muitos anos.
não esquecer o impacto das PPP's e das SCUT.
O futuro é negro.

Anónimo disse...

Obrigado, José Sócrates deixaste Portugal falido. Andaremos de joelhos por década.

Anónimo disse...

De joelhos? Só se fores tu...mas será por outras razões...

Anónimo disse...

Acho muito estranho que, depois do que foi publicado pela revista “Sábado” em 17 de Novembro, dando conta de uma resposta da universidade Sciences-Po, não tenha retirado as acusações que fez neste caso concreto. A credibilidade das suas acusações a José Sócrates, muitas vezes justas e certeiras, fica diminuída por estes entorses à verdade dos factos. Aqui deixo a notícia, fazendo votos para que o seu texto seja rectificado:

"José Sócrates está mesmo inscrito na Universidade de Sciences po (Sciences Politiques), em Paris, e, contrariamente ao que tem sido avançado nos media, “não é verdade que Monsieur Sócrates tenha sido recusado duas vezes em Sciences Po – apresentou a sua candidatura uma só vez e foi admitido”, esclareceu à SÁBADO a universidade. A instituição contactou Sócrates antes de nos responder, pois não fiorvece quaisquer dados sobre alunis sem a sua autorização. O ex-primeiro ministro está inscrito no programa de doutoramento, que consta de dois anos de frequência curricular e três de elaboralão de tese, mas a universidade não revela em que área. Sciences Pov tem doutoramentos em sociologia e também em ciência política, mas nõ em filosofia. Peter Gumbel, director de comunicação, deixa claro: “Estamos satisfeitíssimos por o ter entre os nossos alunos”.

Cristiano Bernardo (crib007@clix.pt)

António Balbino Caldeira disse...

Mais logo, respondo. Meteu-se um trabalho pelo meio, mas depois trato disto.