sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A salgalhada eleitoral socialista continua

O Governo socialista aprovou ontem, 17-2-2011, a extinção do número de leitor a partir de 1 de Janeiro de 2013. As eventuais eleições antecipadas para a Assembleia da República ainda decorrerão na conveniente salganhada socratina.

Um dia destes dão ao povo uma explicação cabal sobre a trapalhada eleitoral, o crescimento dos eleitores-fantasma e as diferenças brutais de votos entre o Ministério da Administração Interna (DGAI) e o Tribunal Constitucional. Mas não, por enquanto. O Sol, de hoje, 18-2-2011, titula:


O serviço público que fazemos nos blogues pode ter consequência política, especialmente quando o tempo e a preparação dos jornalistas não permitem longas e morosas análises e cálculos, como o número de eleitores-fantasma nos cadernos eleitorais e a discrepância do números de votos entre DGAI e Tribunal Constitucional. A outra manchete de que Cavaco vai devolver 75% do dinheiro da campanha eleitoral que o Estado lhe atribuíu também merece relevo: a Fundação Mário Soares agradece.


* Imagem do topo picada de algures...

4 comentários:

Anónimo disse...

Soares nunca foi discreto. Fez sempre tudo de forma absolutamente displicente. Até a Fundação Mário Soares, fortemente financiada por dinheiros públicos, situa-se em frente ao Parlamento!

Foi Você que pagou os impostos para suportar a Fundação Mário Soares?

Foi.

Anónimo disse...

CARO AMIGO

DESDE AS PRIMEIRAS ELEIÇÕES DITAS DEMOCRATICAS....SÃO UMA FRAUDE.

JÁ TIVEMOS GOVERNOS A GOVERNAR COM 29% DE VOTOS.

Tot disse...

Por isso, caro amigo, é que os blogues e quem neles escreve, e revela parte da trama, é meio amordaçado...

Cumprimentos

Anónimo disse...

Como é que o Cavaco está calado e não exige novas eleições como é dado em qualquer país decente e civilizado?