quinta-feira, 9 de junho de 2016

A degenerescência de PSD e CDS

Pelos idos de 1982, creio, Miguel Esteves Cardoso fez uma crítica televisiva do filme «Eu te amo», de Arnaldo Jabor, que estreava em Lisboa, no cinema Condes, agora ocupado pelo Hard Rock Café. No seu estilo desassombrado, Miguel contava que havia saído do cinema ao intervalo. Que havia virado a esquina e entrara no Olympia. E justificava: era mais barato e... melhor!...

O problema de PSD e CDS, nesta altura, é que reduziram a diferença face ao PS - ainda por cima nesta direção comunista, do velho MES leninista e revolucionário - à questão do dinheiro (a economia...e... e...!...). Uma espécie de direita dos interesses, desumana, em que o principal fator de distinção ideológica - a moral - é não apenas subalternizado, mas... apagado! Parafraseando o Miguel Morgado, que referia uma citação atribuída a Marx (mas Grouxo!), PSD e CDS dizem aos portugueses: se não gostam dos princípios que são enunciados nos programas dos nossos partidos, então... nós arranjamos outros!...

Nesse sentido degenerescente, por que motivo hão-de os católicos portugueses (81% da população, segundo os Censos de 2011) votar, ou apoiar, o PSD ou o CDS, se o PS é «the real thing»: aborto livre, gratuito e com prémio financeiro, liberalização das drogas, casamento homossexual, adoção de crianças por casais homossexuais (e não casais), mudança de sexo aos 16 anos, balneários mistos, barrigas de aluguer?!...

6 comentários:

joão amaro correia disse...

Justamente.

Santinho disse...

Por favor, não se esqueça do apoio do PS ao islamismo.

Anónimo disse...

"Casais homossexuais"???
Isso não são casais, são pares de homossexuais. Casal é macho com fêmea. A novilíngua não pode mudar a natureza.
Promovem as carreiras profissionais das mulheres, estimulando-as a competir com os homens e a abandonar a maternidade como coisa desprestigiante. Defendem e promovem o aborto, o casamento de pessoas que praticam sexo com os intestinos e depois importam africanos e árabes com o pretexto da baixa natalidade.
Será que ninguém vê que o rei vai nu?

O PSD tem melhores quadros técnicos, consegue quase sempre recuperar a economia do país após as governações desastrosas dos salteadores do socialismo corrupto, mas é tudo. Partilha dos mesmos equívocos, a mesma falta de patriotismo, a mesma distorção da História recente, o mesmo vazio moral e a ausência total de patriotismo.
O esgoto de Abril não conseguiu produzir uma única alternativa válida.

Anónimo disse...

Mudança de sexo?

A menos que já exista uma tecnologia revolucionária que permita alterar o filos genético de cada indivíduo, de certeza que estamos a falar de operações plásticas.

JPA disse...

Com o 25 de abril a CIA transformou a Pátria numa democracia e colocou os maiores fdp a presidir a isto, como tal, deixamos de ser Patriotas para sermos socialistas. Os que renegam esta situação são perseguidos pelos tais democratas.

JPA

Anónimo disse...

Acho muito bem o casamento gay e a adopçao, afinal cuidam dos filhos que os heteros rejeitaram! E depois ainda culpam o aborto...