sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Veja a Oi, a PT, mais o PT, na CorpCo

A fusão da Portugal Telecom (PT) com a brasileira Oi, em 2-10-2013, justifica grande indignação patriótica. Por isso, comento o negócio. E publico, através de fac-simile, uma inesquecível história, e inédita deste lado de cá do mar, de uma reportagem da revista Veja, de 28-8-2013, sobre a Oi, que os média portugueses, certamente por ignorância da notícia não referiram. Ficam, como sempre, para memória, os documentos.

A PT perdeu em 2010 um ativo económico muito importante (na poderosa Vivo); e agora, nesta fusão fria, a PT tem de mobilizar recursos (cerca de 2,33 mil milhões de euros?!...), para acudir a uma empresa dita falida (a Oi), além da posterior subscrição pública. A manchete da primeira página do Estado de São Paulo, de 3-10-2013, é clara: «Endividada, supertele nacional se une a portugueses»; e a manchete da Folha de São Paulo, do mesmo dia, também, «Em meio a dívidas, Oi se funde à Portugal Telecom - brasileira receberá até R$ 14 bi». Veja-se também a notícia desenvolvida da Folha de São Paulo e a coluna de Vinicius Torres Freire, na Folha, em 3-10-2013, que enquadra historica e politicamente a circunstância da Oi. É que a génese da Oi, sucessora da Telemar, deve ser compreendida no trânsito de poder e de dinheiro ente o poder partidário do PT e os políticos-empresários que gravitavam em redor do presidente Lula - veja-se, por exemplo, o escândalo do investimento da Telemar na empresa Gamecorp do Lulinha (como é conhecido no Brasil o filho do ex-presidente Lula) por 5,2 milhões de reais.







Na anunciada fusão, os acionistas da PT vão ter «38,1% da nova empresa» (apesar da entrada fresca de dinheiro na empresa podre). Como se lê na notícia acima da primeira página do Estado de São Paulo, de 3-10-2013, o Governo brasileiro «chancelou a operação para a criação da multinacional». Em troca, a sede da nova empresa, provisoriamente CorpCo, vai para o Brasil - e lá ficará, por mais que se desminta, a correspondente maioria da riqueza e rendimento, emprego, contratos, subsídios e impostos... Em compensação, acordou-se um conselho de administração de tutti quanti, até com os ressuscitados ongoings Nuno Vasconcellos (da loja Mozart da GLLP) e o agente operativo Rafael Mora. Zeinal Bava será o CEO.

Percebe-se também agora que um talvez o principal objetivo da visita da presidenta Dilma a Portugal, em 9 e 10 de junho de 2013, que aqui tratei. E não creio que a preocupação derivasse da «enorme dívida que a holding Telemar Participações», da banda de Lula, «tem com o BNDES» do Governo brasileiro por causa do BNDES, mas da situação financeira dessa holding e eventualmente de outras sociedades que participam no capital social da Oi.

O chairman da PT, Henrique Granadeiro, disse no 2-10-2013, que uma «companhia multinacional como a que acabamos de criar não é uma companhia de bandeira». Pois eu acho que é uma companhia de bandeira... brasileira. Um festim em que Portugal contribui com a carne e o lulismo brasileiro entrega ossos roídos, mediante uma taxa e a casa.

A revista Veja, de 28-8-2013, trouxe, da página 56 à 60 e com chamada na primeira página, sem qualquer eco nos média lusitanos, uma reportagem intitulada «Proposta indecente», sobre uma alegada tentativa de compra, em agosto de 2013, através de «honorários» (a «propina»), pelo deputado federal Vicente Cândido, do Partido dos Trabalhadores (outra sigla PT...) de São Paulo do conselheiro Marcelo Bechara da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que este intercedesse a favor do perdão de multas e da diminuição de encargos da Oi, uma empresa que a Veja diz que o ex-presidente Lula teme a «bancarrota» (multas de 10 mil milhões de reais, ou cerca de 3,3 mil milhões de euros ao câmbio de hoje, para cerca de 8 mil milhões de reais, ou 2,7 milhões de euros, de valor de mercado estimado da companhia, e que segundo a Folha de São Paulo, de 2-10-2013, tem uma dívida equivalente a 9,98 milhões de euros, à taxa de câmbio de hoje) - além de festas em mansões com um diretor da Oi, lobistas e o presidente da dita Anatel.

Note-se que Zeinal Bava terá sido empossado «em 4 de junho de 2013» no cargo de «presidente executivo do Grupo Oi» (ainda que a Folha de São Paulo, diga que Zeinal «assumiu a Oi em abril» de 2013), acumulando com o mesmo cargo na PT Portugal. Estes alegados factos passam-se em agosto de 2013. Contudo, na mesma reportagem da Veja, «a Oi nega que Vicente Cândido esteja oficialmente autorizado a defender os interesses da companhia».





















Recordo que em julho de 2010, a Portugal Telecom vendeu à sua sócia espanhola Telefónica (na Brasilcel), da brasileira Vivo de telefonia móvel, na qual a PT detinha 30% e a empresa espanhola a mesma quota, no culminar de um muito estranho negócio ao qual o Governo de José Sócrates se opôs, com a utilização da «golden share», em 25 de junho de 2013 por motivo do invocado «interesse estratégico do País», e apenas cerca de um mês depois, em 28 de julho de 2013, aceita essa mesma venda, com a justificação da compra, com metade do dinheiro do negócio (3,75 milhões de euros, sendo a outra metade distribuída pelos acionistas da PT, como o grupo Espírito Santo), de uma operadora de telecomunicações, descapitalizada e cheia de problemas, de telefonia fixa, de que se queria desfazer a banda de Lula que a tinha conglomerado a partir de empresas regionais. Uma pipa de massa e um gato faminto em troca de uma lebre gorda. Mas todos felizes, especialmente os principais protagonistas: Ricardo Salgado (e a sua testa de ferro Ongoing), Sócrates e Lula.

Sobre este assunto do Governo Passos, «apropriadamente avisado», não se ouviu ai, nem ui... Se a corte de D. João VI foi para o Brasil em 1807, e se o almirante Sarmento Rodrigues, em 1962 (eventualmente na linha de Vicente Ferreira, que mudou o nome de Huambo, do general Norton de Matos, para Nova Lisboa) chegou a sonhar com a capital portuguesa em Angola ou Moçambique, por que não há-de a economia nacional funcionar como uma espécie de império exógeno, em que os portugueses são governados de fora, as suas empresas detidas por estrangeiros e a sua riqueza alienada aos forasteiros?!... Há-de ser um altruísmo moderno, mesmo se parece a evidência de uma cobiça antiga...


Limitação de responsabilidade (disclaimer): As entidades referidas nas notícias dos média, que comento, não são objeto de quaisquer imputações de ilegalidades ou irregularidades neste poste.

26 comentários:

mata cupins disse...

A Descupinizadora ABBAPAI é especializada em matar cupins, extermina cupins e ou controlar cupins subterrâneos, cupins de solo e cupins de madeira seca e todo tipo de inseto que efetua ataques em madeiras como, por exemplo, a broca. Para o descupinização, mata cupins e ou extermina cupins ou de brocas, além de produtos e equipamentos adequados e de alta tecnologia, são utilizadas técnicas diferenciada e bastante criteriosa na execução dos tratamentos.

(Plantão 24 horas) (11)-3481-9820

Anónimo disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Centro_Superior_de_Informaci%C3%B3n_de_la_Defensa

Was once the principal intelligence agency of Spain, created in 1977 to replace the intelligence organizations of the Francoist period (SECED). These included the Political-Social Brigade—a special branch of the plainclothes corps—and the Intelligence Service of the Civil Guard. With their files on every part of the rural and urban population, these bodies carried on close surveillance and political intimidation on behalf of the Franco regime.

By a royal decree of January 1984, CESID was defined legally as the intelligence agency of the prime minister. Nevertheless, it was fundamentally military in nature, and its head in 1988 was an army lieutenant general, Emilio Alonso Manglano. Observers speculated, however, that Manglano, who had held the post since 1981, eventually would be succeeded by a civilian.

Anónimo disse...

Como todos os dias leio os jornais do Brasil, o post está bem elaborado e relata a VERDADE dos factos.
.
Um detalhe: o dia em que a PT comeu o veneno (não o PT, mais foi esse quem mandou).
.
Foi o dia em que se meteu a comprar uma posição numa empresa TOSCA. Como numa festa, com várias mulheres bonitas, por preguiça ou falta de traquejo, resolve ir atacar o "belzebu" que ninguém "ameaça"...
.
Depois desse dia, o do veneno, não existia outra saída para a PT que não fosse arregaçar as mangas e colocar a empresa TOSCA no lugar.
.
Empresa TOSCA e que não tinha qualquer expectativa de solução.
.
Senão tudo não passaria de um abraço do afogado.
.
É como vejo. Trocou-se o PT pela PT. Oí !

Anónimo disse...

Retalhos da vida de um antigo império. O Presidente Aníbal, o Primeiro Pedro e o Opositor António José, deveriam, se fossem patriotas, cuidar da posição do antigo império. Não o fazendo, estão a contribuir para mais um ataque a um país pobre, sem chama e sem alma. Os portugueses ainda conscientes, vão dar pela coisa daqui por alguns anos. Será tarde, pois.

Anónimo disse...

Pode ser que a partir de agora as cunhas xuxas na PT amainem...

Antonio Cristovao disse...

Vale a pena ter presente que a Veja é uma revista bem informada,mas bem formada na defesa dos interesses americanos e ingleses na America Latina. Nada disso nega o que se escreve, só deve ser tomado em conta. Como que com mercado de 10 milhoes de almas se pode defender que abraçando o mercado de 200 milhoes o "controle" deve estar aqui? candidatos a colonizadores agora? com o Brasil? tenham presente que se o Brasil não ultrapassou já Inglaterra esta a chegar(a crise é tão grande=Veja que o crescimento é uns miseros 3%) na Alemanha 0,8%.
O grande capital da PT_OI está no seu Z Bava e num activo que nos deve merecer atenção : o carinho com que Lula/Dilma têm pela latinidade e alternativas a demasiado predominio do eixo Londres/EUA, na banca,Tic no mundo.

Anónimo disse...

O que Lula, Lulinha e Dilma devotam grande atenção é ao papo que tem que ficar cheio. Apesar de terem cancro, e de terem um passado guerrilheiro-marxista, não deixam de gostar de viver no caviar e no Moet et Chandom. Pensar que a PT vai ser parceira de apenas uma das telecoms presentes no Brasil, e ainda por cima da mais fraca e até mesmo insolvente, não deixa de ser risível, no espírito fraco do tuga burro.

PTDÓI !!! disse...

Qual foi a "propina" que encaixaram neste negócio dos Brasis os Mensalistas espalhados por aí(governantes portugueses e brasileiros,banqueiros,Sócretinistas,Relvistas e lobistas,gestores curruptos e tutti quanti) é a grande questão que carece de resposta.A Veja que veja!

A toupeira disse...

Anda por aqui um Cristovão que não é Colombo mas tão somente a toupeira do costume dos poços sem fundo escuros.Fora com o provocador!!!

Floribundus disse...

o rectângulo sempre exportou gente,
empresas para a Holanda
capitais para as off-shores

ficam os funcionários do MONSTRO,
os bancos, empreiteiros e sindicatos
a chuparem o tutano aos contribuintes

CESIDESCUS disse...

Dantes havia os Pidescus nas salas de torturar.Agora temos os CESIDESCUS nos Conselhos de Administrar.

PASSADO & SÓCRETINO Lda. disse...

A nossa joint venture é maravilhosa.Podemos tudo roubar que os reformados pagam a dobrar!!!

DON RICKY disse...

Já não sou Salgadinho.Agora sou brigadeiro,tive de me borrar todo de chocolate negro para levar uma do preto.

LULINHA SUJINHA disse...

Já estou a fazer as malas para ir a Portugal prefaciar e a propina cobrar....

Octopuspharma disse...

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/justica-investiga-milhoes-de-vara

Estes casos não têm solução.
Asd Morgadas só pwerseguem os indigentes.

MACHETETE disse...

É TUDO MENTIRA!É TUDO MENTIRA!!!NUNCA TIVE ACÇÕES DO BPN!NUNCA FUI DA SLN!NUNCA COMPREI QUADROS!NUNCA INTERFERI COM A INVESTIGAÇÃO CRIMINAL!NUNCA FUI DESMENTIDO PELA PROCURADORA-GERAL!NUNCA PEDI DESCULPAS!NUNCA FUI ENRABADO PELO ZÉ EDUARDO!NUNCA PERTENCI A 500 CONSELHOS DE NÃO SEI O QUÊ!NUNCA ,JURO QUE NUNCA, PELA ALMINHA DA MINHA MÃEZINHA,ME DEMITIREI!!!!!

Anónimo disse...

Ainda há portugueses vivos:

http://economico.sapo.pt/noticias/nao-ha-governante-pior-do-que-socrates_178673.html

Maria Filomena Mónica nem hesita: “Não há governante pior do que Sócrates”. E este governo também já a irrita, mais do que no início.

Maria Filomena Mónica, 70 anos, recebe-nos no seu bairro favorito de Lisboa: a Lapa. Vê Portugal como um país conservador, católico e hipócrita. A socióloga não é consensual. É amada e odiada, talvez em doses iguais. E precisa disso. Gosta de ler Cesário Verde, de escrever na companhia de Verdi, de descontrair com um vodca tónico e, nesses momentos, é muitíssimo feliz.

Por que é que muitas pessoas pensam que é de direita?
Sei lá o que é que passa na cabeça das pessoas! Olham para mim e acham que me visto bem, que tenho hábitos conservadores, e tenho. E porque a minha família era de direita, e eu não estou filiada em nenhum partido de esquerda. Mas penso como uma pessoa de esquerda. Preocupa-me a desigualdade social e a falta de liberdade que existe em Portugal.

Foi sempre muito crítica dos governos de Pedro Santana Lopes e de José Sócrates, mas há quem pense que este governo já fez mais "disparates"...
Acho que não há nenhum governante pior do que Sócrates. Nunca ninguém desceu tão baixo.

Sobre Pedro Passos Coelho disse que, pelo menos no início, não a irritava. E agora?
Ai, irrita-me muito mais agora, do que quando tomou posse! Acho que o governo anda sem rumo. Impôs-nos uma austeridade brutal, que eu aceito. Estou a ganhar menos 40% do que há cinco anos. Sou professora catedrática, tenho uma pensão de dois mil e tal euros, e aquilo que me tiraram, então que seja distribuído equitativamente pelos menos felizes do que eu. Mas não é isso que está a suceder. Está tudo a deslizar. É como se fosse um pudim que está a deslaçar. O governo está a deslaçar.

Confia na governação de Passos Coelho?
Não, não confio.

O que devia acontecer às pessoas que tiveram responsabilidades no BPN, nas parcerias público-privadas (PPP) ou nas operações ‘swap', que vão, muito provavelmente, empenhar o país por gerações?
Não sou economista, sou péssima com números. Mas o que sei é que há os ‘swaps', o BPN, as PPP, casos suficientes para haver pessoas que deviam estar na prisão, que cometeram ilegalidades e que deviam ter sido julgadas como o Madoff. Os poderosos não são julgados e não vão parar à prisão.

Os políticos que estão a pedir tantos sacrifícios aos portugueses, estão eles próprios a fazer sacrifícios?
Não, não estão. Acho absolutamente escandaloso que, quer o Presidente da República, quer a Presidente da Assembleia da República, estejam a receber reformas avultadas por cargos que não estão a exercer. Então o Presidente da República recebe pensão do Banco de Portugal e de professor universitário? Ele abdicava das pensões e retomava-as quando saísse de Presidente da República, que espero que não demore muito tempo.

MACHETETE disse...

Ando cheio de infelicidade.Quando abro a boca ou entra bosta preta ou sai trampa negra.Estou Passado!!!

A EUTANÁSIA DOS VELHOS disse...

Q plano da Merkel para a Europa do Sul á cada vez mais claro.Eutanásia dos velhos,cortando-lhes nas pensões e na saúde.Emigração forçada dos jovens muito qualificados para Alemanha por razões demográficas e de falta de engenheiros sobretudo.Os seus cúmplices em Portugal também estão claramente identificados.Os traidores Passistas ,Portistas e Sócretinos e todo o lobby da corrupção de Estado.Sobretudo, não esquecer também o traidor Barroso,duplamente traidor,em 2004 quando fugiu de Portugal abandonando todos os que tinham votado nele e entregando de mão beijada o poder à Kleptocracia Sócretina e traidor agora na Comissão Europeia apunhalando os Portugueses pelas costas com total despudor,ameaçando iinclusivé o Tribunal Constitucional.Todos estes traidores deviam ser banidos de Portugal no próximo futuro ou encarcerados como criminosos que são.A propósito,quando é que a HerrFraülein consegue formar Governo?

Anónimo disse...

http://jornaldeangola.sapo.ao/opiniao/artigos/criminosos_portugueses_contra_as_suas_proprias_vitimas

Anónimo disse...

Branquinho, ex-Ongoing, facturando, na listagem oficial, 20.000 euros por mês, perfazendo em 10 meses, 200.000 euros, por estar no Brasil. Este Branquinho não é um aficionado de Rio? Não é Rio, Deus na Terra laranja, sobretudo quando cada laranja governante, cada ladrão operativo?

Anónimo disse...

De um lado, a Merkel, do outro, a Tchizé e a Isabelista dos Santos, Princesas do Kwanza, a que se junta a guerrilheira Dilma, a bulgara. Este triunvirato está a sustentar o tuga. Goste-se ou não, numa era faminta, o tuga tem que se vender, ou deixa de poder comprar minis e torcer pelo SLB!

Anónimo disse...

A culpa é sempre do mordomo.
Milhares de gatunos a roubar durante 40 anos e a culpa é do cão,do gato e do periquito.
Uma vergonha de país,dirigido por legiões de gatunos organizados em sindicatos mafiosos a que dão o nome de partidos.
Um povo maioritáriamente velhaco e sem escrúpulos,que se diz católico,não lê a Bíblia e vai a correr aprovar abortos.
As gerações mais velhas,os tais reformados que agora gemem,sempre votaram nestas organizações mafiosas e beneficiaram dos favores dos caciques que elegem.
Enquanto entrava dinheiro,não se preocupavam com quanto se esbanjava ou roubava,desde que fosse o seu partido a meter as mãos na massa.
Pensavam que jorrava de uma fonte,caía do céu.
Surpresa,é tempo de pagar.
Se tiverem fome e não houver trabalho,não se preocupem.
Vamos a caminho do socialismo.É ter um pouco de paciência,estamos quase a chegar.

Anónimo disse...

Perguntem ao sr Mário Soares qual é a lógica de a sua Fundação receber milhões de um Estado que vai retirar dinheiro de pensões de sobrevivência.
Perguntem ao sr Passos Coelho porque vai poupar cerca de 10 milhões ano com os cortes nas pensões e banca no mesmo periodo 200 milhões para manter um tumor chamado RTP.

Anónimo disse...

http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/swaps/detalhe/afinal_os_documentos_sobre_swaps_que_foram_destruidos_nao_foram__destruidos.html

Anónimo disse...

Rectificação- Não são 10 milhões,mas sim 100 milhões que se prevê poder o governo poupar,sacando o pobre pecúlio das pensões mais baixas,mantendo as mordomias da classe oligárquica.