segunda-feira, 24 de junho de 2013

«Vocês batem, mas a gente se reelege»...



Da Turquia ao Brasil, a juventude ferve. Da Primavera Arabófona passa-se ao verão - quente, como este promete. Em várias latitudes e longitudes. O sistema explode.

Um século depois, outros Jovens Turcos revoltam-se contra a imposição progressiva da Charia a toda a sociedade. A faúlha turca foi um projeto de transformação do parque verde Taksim Gezi, de Istambul. A sociedade desenvolveu-se, os islâmicos retrasam-na e o choque acontece. Aliás, um efeito indireto da remoção das ditaduras laicas nos países arabo-islâmicos é a instalação de um espécie de totalitarismo masculino mediante alibi religioso.

No Brasil, a faúlha foi o aumento do preço dos transportes em grandes cidades. Mas rapidamente alastrou para a denúncia da corrupção política num contexto de aumento do consumo, não suportado por estagnação do PIB, de aumento do custo de vida. Essa estagnação económica, em contraste com o alargamento da instrução superior, chocou com a euforia do crescimento não sustentada, apesar da alavancagem especial da extração de minérios. Portanto, o mal estar tem causas reais políticas e económicas, muito mais do que qualquer malaise sociológica. Não se pode reconduzir o fenómeno à frustração das expetativas juvenis com a impotência estatal na solução pessoal de vida, das sociedades burguesas norte-americana e norte-europeia. No Brasil, a queixa popular não poupa os petistas marxistas mensaleiros. Além da vulgata radical marxista de Dilma e quejandos, da sua demagogia eleitoral chavista, e das desculpas dos aliados do Mensalão, está a corrupção de Estado.

O problema maior que leva milhões às ruas é o sentimento, neste quadro de miséria económica, de que a mudança política face à corrupção não é possível no plano institucional - como explica de forma dura, o jornalista Ricardo Boechat -, porque grande parte das instituições estão sequestradas por corruptos («vocês batem, mas a gente se reelege», como diz o deputado Sérgio Moraes, do PTB) e os eleitos não representam a vontade popular, mas os seus interesses (luvas, cargos e imunidades). Convinha que o poder político português atentasse nisto, antes que uma faúlha venha incendiar a explosiva paisagem lusitana.


* Imagem picada daqui.

9 comentários:

NÃO VOTA MAS ESMAGA disse...

O impasse institucional em Portugal é dramático.Entre PPC-Podre,Parvo e Corrupto e os CMM-Corruptos,Marxistas,Mesistas,vulgo PS-Partido dos Salteadores,os Portugueses limitam-se a balançar entre a fogueira e o forno crematório sempre roubados por TODOS os partidos,TODOS sem excepção uns mais corruptos do que os outros PROTEGENDO-SE MUTUAMENTE.Antes que possa aparecer uma verdadeira alternativa anti-corrupção é preciso NÃO votar em massa ou votar NULO, insultando-os no boletim de voto.Um novo regime só pode surgir de um voto massivo de rejeição deste regime.Remédio a ser aplicado desde já nas autárquicas.Não mata mas mói os corruptos...a rua fará depois o resto...POLÍTICOS A VIVER NA RUA...BANKSTERS A VIVER NA PRISÃO!OS CORRUPTOS QUE PAGUEM A CRISE!!!

SillyLittle Queen disse...

adr o blog *o* eu ainda ando no começo, se puderes visita e segue ^^ comenta e dá a tua opinião:

http://sillylittlequeen.blogspot.pt/

Anónimo disse...

Em Portugal a não serem os AMIGOS DO CAMARADA VASCO, NÓS SEREMOS A MURALHA DE AÇO, quase ninguém vem para a rua. Os portugueses gostam muito de minis, de futebol e de dizer mal nos cafés. Fora isso, está quieto, pois se vier a fusca, podem ficar sem casa, podem-lhe partir o LCD adquirido com o crédito especial do BCP. O Tuga, enquanto não lhe tirarem as minis e uns trocos, e o bom do crédito ao consumo, não passa nada.

A sugestão de VOTO NULO, chamando FP ao Cavaco, ao Soares, ao Passos, ao Vigarista Sócrates, etc. ESTA É A SOLUÇÃO PATRIÓTICA.

Fora o PS/PSD. VOTA NULO. Anular é a única opção, pois o voto em branco pode ser falsificado pela mesa eleitoral, controlada pelos partidos do sistema.

PORCO DO BARROSO disse...

O porco do Barroso,camaleão nas horas vagas,só consegue parir vacas magras.Mais um porco grande inimigo dos Portugueses.Só serve para inducar e intoxicar o proletariado Brochelense.

Anónimo disse...

Vejam neste video a partir do minuto 5 como a policia brasileira age ..ditadura em estado puro
Um policia tenta roubar um telemovel de uma manifestante que filmava e um outro ameaça um manifestante dizendo que descobrirá onde mora e o visitará a meio da noite ..
Caiu a mascara de dilma(lula)
https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=DgNt-5ybXa4

capiroba

Anónimo disse...

http://www.elmundo.es/elmundo/2013/06/23/cultura/1372007572.html

Un ministro francés acusa a Barroso de ser 'el combustible' del Frente Nacional

Anónimo disse...

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=640624

A população espanhola caiu em 2012 e pela primeira vez desde que há registos, com menos 162 mil habitantes ou uma redução de 0,2%, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol.

A 01 de janeiro a população residente em Espanha era de 46.704.314 habitantes, menos 162.390 pessoas do que um ano antes, o que representa a primeira descida anual desde que há registos anuais (1971).

Durante o ano passado, Espanha registou um saldo migratório negativo com 476.748 pessoas a saírem do país e 314.358 pessoas a entrarem.

Anónimo disse...

Muito em breve vamos, de novo, assistir às eternas e MENTIROSAS palavras politiqueiras:

ESPERANÇA

CONFIANÇA

MUDANÇA

É uma forma estafada de enganar os papalvos.

O Voto devia dar direito a juntar comentário!

Anónimo disse...

a mobilidade dos profs vai ser diferente dos outros funcionários públicos. tudo muda, para tudo continuar na mesma. com execpção da falencia.