domingo, 1 de maio de 2011

A sublimação do ministro Teixeira dos Santos

Não basta eliminar Teixeira dos Santos da agenda do Governo e dos media. A sublimação física do ministro das Finanças Teixeira dos Santos obriga a retocar a imagem passada do Governo para a projectar no futuro grandioso. Vejamos o exercício de transformação. A photoshopagem está tosca, mas a manobra socratina também é...


Fotografia original
Imagem picada daqui.


Fotografia editada depois de 6 de Abril de 2011
Imagem editada daqui.


Esta evaporação política não é nova. Na Rússia soviética existem vários exemplos de desaparecimento público. E tenho chamado à atenção para a semelhança do regime socratino com a Rússia de Putin, herdeiro das práticas autoritárias do sovietismo, mescladas com o capitalismo da clique.

O desparecimento do comissário Trotsky
Ver sequência em The Comissar Vanishes - The falsification of History in Stalin's Russia
E ainda KING, David, The Comissar Vanishes - The falsification of photographs and art in Stalin's Russia, Metropolitan Books, 1997)


A tentativa de demitir o ministro das Finanças pelo primeiro-ministro de um Governo... demissionário - que o Sol, de 29-4-2011, destapou - só lembrava ao diabo... O que vale para a situação não ser ainda mais kafkiana, ou fellínicaé que o Presidente da República se opôs a este absurdo.

Sócrates não conseguiu demitir Teixeira dos Santos -  que descreveu depois como amigo «para a vida» (sic) -, mesmo depois de este, em 6-4-2011, se ter antecipado ao anúncio do primeiro-ministro do pedido de socorro financeiro à União Europeia e ao FMI. Mas fê-lo desaparecer das notícias, como bem repara Helena Matos (que também escreveu um excepcional artigo no Público, de 28-4-2011, sobre a táctica eleitoral errada do PSD).

O Estado português negoceia agora o pacote de socorro financeiro e económico com a chamada troika da Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional, através do ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, um jurista ligado ao direito e política do Ambiente e que tem a preparação para a tarefa que uma cadeira semestral de Finanças Públicas (e, eventualmente, outra cadeira de Economia Política) lhe terá fornecido há trinta anos.

Não sei se a irresponsabilidade da ausência soviética, ou da eventual greve à Pinheiro de Azevedo (ou à Sousa Franco), é do primeiro-ministro que o purgou, ou do ministro das Finanças, que desapareceu. Ou dos dois. Em qualquer caso - está excluída a doença, pois se assim fosse, já teria havido certamente uma nota explicativa -, o desaparecimento do ministro das Finanças e da Administração Pública ofende gravemente a dignidade do Estado e constitui uma afronta às organizações internacionais que nos vêm socorrer num momento de grande dificuldade. Os humores dos homens públicos não podem prejudicar os cargos que assumem em nome do povo.

Teixeira dos Santos deve uma explicação ao País sobre o motivo por que não participa na negociação com a Comissão Europeia, BCE e FMI, para a ajuda financeira e económica ao Estado português. Se adiar a explicação para depois das eleições legislativas de 5 de Junho, os portugueses não lhe perdoarão o silêncio, concluindo pela cumplicidade até ao fim com o socratismo na ruína do Estado e do País.


Actualização: este poste foi emendado às 0:41 de 2-5-2011.

7 comentários:

Mani Pulite disse...

SÓCRATES DEU A ORDEM.O SUB-CHEFE DA SS-SECRETA SÓCRETINA,MES DA SILVA,DISPAROU O TIRO NA NUCA.DEPOIS DO MISTÉRIO DE KATYN TEMOS AGORA O MISTÉRIO DE TEIXEIRYN.

Mani Pulite disse...

O SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEVIA CHAMAR A BELÉM O SENHOR MINISTRO DAS FINANÇAS PARA O OUVIR ÁCERCA DAS NEGOCIAÇÕES COM A TROIKA.

Anónimo disse...

De facto, o P.S.D. carece de um pouco de disciplina interna alem de mais coesão entre os seus orgãos dirigentes.
A clientela do P.S. "social" prova que os Portugueses não se importam de ver perpetuado no poder um unico partido político, o que me leva a pensar que é mal empregada esta democracia em que a alternância no poder parece um filho bastardo.
Não era preciso um 25 de Abril, não.
Para entregar de mão beijada os territorios ultramarinos mais valia terem estado quietos.
Este povo subsídio dependente e ignorante foi o que arranjou.Mas, não desesperemos, talvez acordem desta letargia e haja uma mudança.Só que vai levar muito tempo e vai sair muito cara ao tal povinho ignorante....pior, vai sair tambem muito cara a quem acredita nesta democracia de vigaristas e esbanjadores dos dinheiros do Estado.

skeptikos disse...

A ponta do iceberg (incluindo links comentadores): http://alt01.despesapublica.com/ajustes-directos/view/?ID=A8E6B4E2963C46E58D79175A145794AC

Anónimo disse...

Caro Prof. Balbino Caldeira,

Está nas mãos dos portugueses apearem do poder a Central Neo-Putínica, liderada pelo "Engenheiro" por fax, e coadjuavada pelo José António Silva e pelo Sargeta Santos Silva. O Clone Pereira é o Ministro neo-goebbeliano, apenas isso.

Lembramo-nos de Leonid Brejniev e o ultra poderoso Mikhail Suslov, grande Camarada de Alvaro Barreirinhas Cunhal, ter sugerido que Mário Soares deveria ser submetido a tratamento psiquiátrico, nos idos de 70. Aliás, tratamento comum a todos os inimigos das amplas liberdades. Ou isso, ou a Sibéria.

Teixeirinha come do veneno que ajudou a produzir. Quis seguir caninamente o Master of the Darkness, sem o questionar nunca. Ou o "Engenheiro" tinha os tintins do Teixeirinha preso em alguma coisa. Foi tomando uns lexotans, mas nem assim aguentou.

Graças a Deus, que estourou. Haveremos de comemorar, tarde ou cedo, a excomunhão absoluta do courão da Cova da Beira, por parte dos portugueses. Aliás, quem se lembrará de Tonecas? Quase ninguém.

O "Zé da Cova" é mais duro do que o Engenheiro do Técnico. É verdade. Mas, se for necessário, até se pode optar pela técnica Liberiana de jogar a bola com a cabeça dele.....

menvp disse...

Há pois é... continua a existir um silenciar do FULCRO da Revolução na Islândia!!!
.
NOTA: o FULCRO da Revolução na Islândia não é o discutir "pagamos" versus "não pagamos"... mas sim, o 'corte' com as regras da superclasse (alta finança - capital global):
- a superclasse (nota: controlam os media) quer Democracias-Fantoche... leia-se: Democracias facilmente manobráveis por lobbys...
- a superclasse não está interessada em Democracias aonde os cidadãos exijam, não só maior transparência aos governos, como também o Direito de VETAR as 'manobras' com as quais não concordam!
.
UM EXEMPLO: Esta história do TGV nem era assunto de grande conversa!!!... Visto que:
- "Existindo várias empresas de transportes por rentabilizar (leia-se, com grandes prejuízos) como, por exemplo, a CP, a Transtejo, o Metro do Porto, etc; e estando o país sob a ameaça da bancarrota...vai-se construir mais uma empresa deficitária: o TGV!!!... Meus meninos (leia-se políticos) deixem-se de brincadeiras porque a coisa será VETADA pelo contribuinte! Mais, meus meninos (leia-se políticos) preocupem-se é em incentivar o aparecimento de empresas sustentáveis sem 'assalto' ao contribuinte".



ANEXO:
«A VERDADE INCONVENIENTE é que não existiam, na economia portuguesa, razões substantivas quer em termos do sector financeiro, quer em termos de dívida (mais baixa do que a da Itália), quer em termos de défice (mais baixo do que o de vários países da UE) que justificassem a dimensão dos fortíssimos ataques especulativos de que foi vítima, ao contrário da Irlanda ou da Grécia...»
.
1- Os 'ataques' dos corruptos poderão custar milhares (ou milhões)... todavia, o cidadão poderá fazer alguma coisa...
2- Os 'ataques' dos especuladores custam milhares de milhões... e... o cidadão está de mãos atadas - não pode fazer nada!
.
Resumindo e concluindo: é urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização obtida através da realização de um REFERENDO.



P.S.
A superclasse é anti-povos que pretendem sobreviver pacatamente no planeta...
A superclasse protege o pessoal gerador de caos no planeta!
Um exemplo: o pessoal que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios.
[nota: a superclasse ambiciona um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos... consequentemente, a Superclasse pretende dividir/dissolver Identidades para reinar...]

Silvino Potencio disse...

De: Silvino Potêncio
(Emigrante Transmontano em Natal/Brasil)
A grande vantagem da regra da comunicação "on line", ou seja: ao vivo, aqui e agora!... deve ser explorada de igual modo e democráticamente. Por isso nós já pensamos em abrir uma nova frente Virtual para ajudar o Povo da Santa Terrinha a votar nas proximas eleições:
O slogan inicial seria; "aqui somos todos iguais, mas quem manda sou eu!"...
Fica portanto inaugurada a pedra Basilar da Politica Bush Echista Luz & Tana, cuja ideologia assenta em base católica; quem mais dá mais amigo é Dos Santos!
Abraço e até breve!...