sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Desespero e lama

(actualizado)


Prossegue o ataque desesperado dos socialistas (Manuel Alegre, Defensor de Moura, ministros, deputados e dirigentes socialistas) e dos aliados (José Manuel Coelho, Louçã e Rosas) ao Prof. Cavaco Silva, agravado pela previsão de derrota eleitoral dos socialistas nas últimas sondagens publicadas. Devo recordar que os candidatos socialistas chegaram a fazer ao Presidente Cavaco Silva imputações, falsas e sem provas, de crimes: o candidato Defensor de Moura («negócios ilícitos, favorecimentos», RR, 28-12-2010, tendo insistido no «favorecimento», DN, 5-1-2011); e Manuel Alegre («tráfico de influências» e «favorecimento pessoal», Sol, 6-1-2011). E até a oficiosa Edite Estrela falou em «nebulosa» e falta de transparência - Diário Económico, 27-12-2010.

Vale-tudo e até tirar olhos aos portugueses para não verem nos media a reposição da verdade.

A ideia socialista (PS e Bloco) é esta: não interessa se a insinuação é mentira, basta repeti-la muitas vezes e impedir que o esclarecimento seja veiculado... a tempo. Como aprenderam com o contra-ataque socialista no período de reflexão na véspera das eleições de 14 de Março de 2004, em Espanha.

Os pretextos do ataque socialista a um homem sério são não-notícias e uma falácia.

As não-notícias são:

  1.  A repetição de notícias antigas sobre o Prof. Cavaco Silva ter comprado em 2001 e vendido em 2003 (quando não tinha funções públicas) acções da SLN, holding detentora do BPN (sociedade não-cotada em bolsa), numa transacção legítima, regular e legal - o que ninguém põe em causa! -, como fizeram outros e a preços semelhantes aos de outros, e tendo pago os respectivos impostos e referido essas transacções na declaração de rendimentos (a fonte da notícia foi a declaração do próprio...). Mesmo assim, os socialistas entendem que... Cavaco deve explicar, naquela atitude dos adolescentes que insistem sucessivamente na pergunta «porquê» a qualquer justificação dos pais para não lhes fazerem qualquer vontade...

  2. A permuta de uma vivenda no centro de Montechoro, no Algarve, por uma vivenda na praia da Coelha - esclarecida no JN, de 20-1-2011. A ideia que se insinua é de que Cavaco recebeu um tratamento de favor nessa troca. Eu já passei várias vezes à porta da célebre vivenda Marani, em Montechoro - cujo nome foi usado para fundamentar a origem rural do professor, no costumeiro ataque do preconceito burguês meio-letrado que redunda no maior apoio de alguém de origem modesta e, assim, mais identificado com o povo - e a casa estava muito bem situada e não valer menos do que uma outra, mesmo nova, num aldeamento na praia da Coelha (aliás, cujo nome foi usado para o mesmo fim de reduzir o adversário á saloiice...). Também neste caso, e publicada a escritura, não vi, nem se lhe apontou (!), qualquer ilegalidade, irregularidade ou iletimidade, nessa transacção. Porém, também aqui, depois dos esclarecimentos se continua a pedir explicações!...

A falácia é: o Prof. Cavaco é amigo de fulano e beltrano e, portanto, é responsável pelo que eles fizeram... Fulano e beltrano são José Oliveira e Costa e Manuel Dias Loureiro. Não consta que Cavaco Silva alguma vez tenha sido amigo de Oliveira e Costa, este foi seu secretário de Estado e Cavaco não o reconduziu no segundo Governo. Manuel Dias Loureiro foi seu colaborador no PSD e seu ministro, tendo em 2005, quatro anos depois da compra das acções da SLN e três anos antes das notícias de ilegalidades e irregularidades no BPN, sido indicado para o Conselho de Estado pelo novo Presidente Cavaco Silva, que, apesar destas críticas, conseguiu a sua demissão do dito órgão. Dias Loureiro é amigo sim, mas de José Sócrates, aliás escolhido para apresentar a sua biografia oficiosa «O Menino de Ouro», em 30-6-2008, em que, «hiperbólico», parecia «um fervoroso militante socialista»... Qual é a responsabilidade de alguém pelos actos cometidos por amigos seus, que só vieram a ser conhecidos anos depois?...

O Dr. Louçã e outros dirigentes do Bloco, tão calados e tão colaboracionistas de Sócrates na reacção aos escândalos de alegada corrupção do Governo, bufam falácias na expectativa de entrar na próxima remodelação do Governo. E o PS faz insinuações despudoradas ao Presidente na tarefa de vazar lama da corrupção do seu pântano para o quintal limpo do vizinho, procurando reduzir o desastre eleitoral socialista de domingo e apagar os seus próprios erros na escolha dos candidatos e na táctica eleitoral vergonhosa.


Pós-Texto (17:34 de 21-1-2011): Ainda a casa da praia da Coelha
O caso da vivenda da Praia da Coelha, permutada com a Vivenda Marani, derivou para a questão da sisa da nova casa (em construção), e de uma licença de obras caducada e que veio a ser novamente pedida e concedida... Apesar da conhecida seriedade do Presidente, ainda há, como Manuel Alegre, quem lhe atire lama sob a forma de insinuações de falta de pagamento de impostos... Creio que as últimas notícias, apenas beneficiam Cavaco. Teria sido melhor que Alegre se abstivesse... de reduzir a abstenção do adversário...

* Edvard Munch, Despair, 1892, Thielska Galleriet, Stockholm.

6 comentários:

amsf disse...

As elites nacionais vão receber o meu cartão vermelho da mão do candidato José Manuel COELHO!

Ainda acredito numa 2ª volta que depende dos portugueses e não das empresas de sondagens...

Mani Pulite disse...

UMAS BOAS QUEIXAS CRIMES POR DIFAMAÇÃO CONTRA XUXAS E APANIGUADOS FAR-LHES-IA MUITO BEM.O FEITIÇO A VIRAR-SE CONTRA OS FEITICEIROS.

Mani Pulite disse...

ESTA DA SISA SERIA UMA INDIRECTA AO SÓCRATES,AO VITORINO OU AO NABO?

Silvino Potencio disse...

De: Silvino Potêncio,

Durante a ultima campanha para ocupação do Poleiro Maior do Recto Ângulo Luz & Tano, nós dedicamos-lhe umas 50 crônicas alegóricas a diversos pratos (quentes & frios) da boda que se advinhava.
A decepção da fornada de "nizcaros" está resumida em Dez Ilusões singelas... seremos agora uma vez mais engrolados?!...
Os grelos com Alheiras só sabem bem se cozidos com batatas e o azeite da verdade sempre por cima!
Bon Apetit... Allons Y les Enfant de la Patrie - Cá vamos cantando rindo levados, levados sim!!!

Anónimo disse...

VIVA O COELHO DA MADEIRA!

Anónimo disse...

Os reaças vêem-se à légua, manhosos, embora, ao contrário dos coelhos.