sábado, 11 de agosto de 2018

Mal prega o brâmane Costa: não faças o que ele diz, aposta no que ele aposta!



O primeiro-ministro António Costa, que se manteve de férias durante o pavoroso incêndio de Monchique, veio ontem, 10-8-2018, lavar as mãos da ordem do Governo de retirar de casa à força as pessoas que recusassem a evacuação dos povoados ameaçados pelas chamas, dizendo que «pode ter havido aqui ou ali algum exagero»!... Ora, a decisão é do Governo, pois o comandante da proteção civil jamais o faria sem ordem expressa da tutela.

O drama das forças policiais no País é não terem respaldo do Governo que lhes comete as ordens. Isso provoca desmotivação nos guardas e incentiva-os a desinteressarem-se da própria missão.

Fugir à responsabilidade e à palavra parece ser um traço congénito do brâmane António Costa. A deslealdade tem sido o segredo do seu êxito político.


* Imagem composta a partir daqui e dali.

3 comentários:

ruddion disse...

Melhor ainda é aproveitar a situação para pedir maioria absoluta...

Carlos Fontainhas disse...

A imagem do texto é extremamente racista, meu caro escroque!

Lura do Grilo disse...

O Costa, um dos obreiros da mais recente bancarrota e deficit de 11%, está-se literalmente lixando para o Povo: quer o poleiro que nunca ganhou por ser basicamente um incompetente e ignorante. Só manobra bem os golpes baixos e a demagogia: camaradas de partido que o digam.